quarta-feira, 28 de março de 2012

Brasileiro lê, em média, quatro livros por ano

O brasileiro lê em média quatro livros por ano e apenas metade da população pode ser considerada leitora. É o que aponta a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada hoje (28) pelo Instituto Pró-Livro. O estudo realizado entre junho e julho de 2011 entrevistou mais de 5 mil pessoas em 315 municípios.
Em 2008, o instituto divulgou pesquisa semelhante que apontava a leitura média de 4,7 livros por ano. Entretanto, a entidade não considera que houve uma queda no índice de leitura dos brasileiros, já que a metodologia da pesquisa sofreu pequenas alterações para torná-la mais precisa.
De acordo com o levantamento, o Brasil tem hoje 50% de leitores ou 88,2 milhões de pessoas. Se encaixam nessa categoria aqueles que leram pelo menos um livro nos últimos três meses, inteiro ou em partes. Entre as mulheres, 53% são leitoras, índice maior do que o verificado entre os entrevistados do sexo masculino (43%).
Ao perguntar para os entrevistados quantos livros foram lidos nos últimos três meses, período considerado pelo estudo como de mais fácil para lembrança, a média de exemplares foi 1,85. Desse total, 1,05 exemplar foi escolhido por iniciativa própria e 0,81 indicados pela escola.
Entre os estudantes, a média de livros lidos passa para 3,41 exemplares nos últimos três meses. Os alunos leem 1,2 livro por iniciativa própria, divididos entre literatura (0,47), Bíblia (0,15), livros religiosos (0,11) e outros gêneros (0,47).
De acordo com o estudo, a Bíblia aparece em primeiro lugar entre os gêneros preferidos, seguido de livros didáticos, romances, livros religiosos, contos, literatura infantil, entre outros.

Com informações da Agencia Brasil

Chapadinha uma cidade, ou uma fazenda de criação de animais?

fotos internet
É comum na cidade de Chapadinha animais soltos pelo meio de ruas e avenidas, isso pode ser comprovado a qualquer hora do dia, não importantando qual seja a data, sempre tem um monte de animais soltos pela nossa cidade. E os donos destes animais não estão nem ai para o que diz o Código de postura do municipio, e como se ele nem mesmo existise.

Fotos enternet
Varios acidentes envolvendo ciclistas, motociclitas e motoristas com animais já foram registrados por aqui, alguns até com vitimas fatais, e na grande maioria das vezes os envolvidos neste acidentes não tem nenhum tipo de ajuda do proprietário deste animais, tenho presenciado por várias vezes, as pessoas levando os animais e colocando para pastar como se por aqui fosse uma grande fazenda, este fato pode ser constatado diariamente nas imediações da Associação da Policia no bairro Boa Vista, e uma prática corriqueira.

No Bairro Recanto dos Passaros a quantidade de animais soltos é uma coisa monstruosa, e a quantidade de animais criados naquele bairro é muito grande, os moradores daquela parte da cidade tem que conviver, com animais e suas fezes espalhadas pelas ruas, além do mau cheiro que elas provocam, é uma prática comum de laguns moradores daquele bairro a criação de Cavalos, Bois, Porcos.

Gostaria de saber por que o poder público nada faz em relação a esta situação, pois sou sabedor de que o Código de postura do municipio proibi esta prática, senhores vereadores vois que são os nossos representantes legais vamos tomar uma atitude em relação a este problema, inocentes não podem pagar pela omissão dos outros, até quando nossa gente vai ficar refém desta situação?

Comissão do Senado aprova fim do décimo quarto e décimo quinto salários de parlamentares

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou hoje o fim do décimo quarto e do décimo quinto salários dos parlamentares. O projeto de decreto legislativo prevê que deputados e senadores só terão direito a receber os auxílios-mudança e transporte no início e no fim do mandato parlamentar. Hoje, os parlamentares recebem essas ajudas de custo duas vezes por ano. A matéria vai agora para a Mesa Diretora da Casa.
Os dois benefícios equivalem, cada um, ao salário do parlamentar, de R$ 26,7 mil. Por ano, o Senado gasta R$ 4,3 milhões com o pagamento dos auxílios-mudança e transportes aos 81 senadores. Ao fim do mandato de oito anos, a despesa chega a R$ 34,4 milhões. Se a matéria for aprovada no Senado e na Câmara, o gasto com mudanças dos senadores cairá para R$ 4,3 milhões.
O relator do projeto, senador Lindbergh Farias (PT-RJ), disse que o pagamento se justificava "na época em que os transportes eram precários e os parlamentares se deslocavam para a capital do país a cada ano e lá permaneciam até o fim do ano legislativo". Hoje, acrescentou, os parlamentares têm a oportunidade de viajar para os respectivos estados todo fim de semana. Para o relator, isso torna injustificável a manutenção desses benefícios.
O projeto para acabar com os salários extras foi apresentado em 2011 pela então senadora e hoje ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. "A prática não se justifica nem sob o argumento de que ela representa uma forma de complementação remuneratória para os parlamentares", disse o relator.

Câmara deve votar amanhã Lei Geral da Copa

A votação da Lei Geral da Copa na Câmara dos Deputados deverá ocorrer amanhã (28). Acordo foi fechado na noite de hoje (27) entre o presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS), que está no exercício da Presidência da República, e líderes partidários da Câmara.
Pelo acordo, Marco Maia se comprometeu com os líderes em marcar para abril a data de votação do Código Florestal. Líderes da oposição e ruralistas vinham obstruindo a votação da Lei da Copa para pressionar o governo a marcar a data de votação do Código Florestal.
O acordo foi comemorado pela deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), que está no exercício da presidência da Câmara. Rose vinha defendendo a desvinculação da Lei da Copa e do Código Florestal. “A Lei Geral da Copa não tem nada a ver com o Código Florestal”, disse.
Mesmo com o acordo fechado para a votação da Lei da Copa, os partidos de oposição e a Frente Parlamentar Evangélica deverão dificultar a votação da matéria. Oposição e evangélicos vão tentar derrubar o dispositivo que susta, por um mês, parte do Estatuto do Torcedor para permitir a venda de bebidas nos estádios durante os jogos da Copa do Mundo. “Temos um acordo de procedimento, não de mérito”, disse o líder do PSDB, deputado Bruno Araújo (PE).

da agencia Brasil

segunda-feira, 26 de março de 2012

Chapadinha e suas duras realidades

A rede mundial de computadores está a cada dia mais presente em nossas vidas, e tem se tornado uma ferramenta indispensavel no nosso cotidiano, através desta ferramenta várias pessoas tem mostrado os dois lados de uma mesma Chapadinha, o que se pode comprovar no dia a dia, mas infelizmente nem tudo o que está sendo veiculado tem veracidade, e deixa a nossa chapada com duas caras.

Com o tempo chuvoso que está presente na cidade de Chapadinha, muitos buracos nas ruas tem se tornado verdadeiras armadinlas para veiculos e pedetres que trafegam por estas vias, mais constratando com essa realidade uma parte da cidade está recebendo uma boa camada asfáltica. Vejamos a saude de Chapadinha que há muito tempo vem sofrendo ou seja já está na UTI há tempos, onde os profissionais fazem verdadeiros milagres a acada plantão, mas essa mesma saúde recebe prémios e medalhas.

Enquanto alguns veiculam em seus veiculos de comunicação de que está é uma das melhores administrações que a cidade de Chapadinha já possuiu ao longo dos 73 anos de emancipação, outros afirmam que a cidade está sucateada em todos os sentidos, que a marginalidade cresce a cada dia, que a educação está com uma qualidade baixissima, dentre outros fatores, e principalmente que quem outrora era o pior administrador, agora depois de alguns agrados se tornou o salvador da pátria e não estou falando do personagem de Lima Duarte (Sassamutema) na novela.

Não devemos nos deixar enganar por essa imagem que é vendida pelos meios de divulgação, que procuram atrair para a cidade o que lhe é conveniente. Chapadinha é sim uma bela cidade com sua população acolhedora, um povo hordeiro e voltado para o trabalho,  mas não somos possuidores dessa Qualidade de Vida de nível superior que por alguns é divulgada. Tem muitas coisas para serem melhoradas em nosso municipio e a chance da mudança somente o povo vai poder fazer.


Muita coisa precisa ser melhorada, muitos investimentos em infra-estrutura por parte dos órgãos públicos devem serem feitos, deve-se investir mais em mobilidade urbana, segurança pública, limpeza urbana e não podemos esquecer que é preciso precaver-se contra a destruição iminente do patrimônio ambiental natural da cidade de Chapadinha, para que assim possamos continuar atraindo mais investimentos, melhorando nossas bases de sustentação econômica e a Qualidade de Vida dos moradores da capital do baixo parnaiba.

Por aqui estamos vivenciando uma cidade e suas realidades, muitas positivas, mas a grande maioria ainda precisando de acertos, Chapadinha é uma ótima cidade? Sim. No entanto, muitas vezes esquecemos-nos de voltar nossos olhas para a população da cidade e que assim como se fala de muitos Brasis, é possível também afirmar que existem várias Chapadinhas. Chapadinhas que muitas vezes não são visíveis aos olhos de um visitante, porém, "essas cidades dentro da cidade são percebidas e vividas diretamente pela sua população." Não devemos deixar de levar em conta que na época de politica temos o maior e melhor carnaval, temos asfalto.

 Essa cidade por sua vez, da sinal da carência de infra-estrutura que demandam as proporções de sua ruas e avenidas na área metropolitana, e de um monte de outras coisas na area rural, como por exemplo melhores estradas vicinais, Esgotos, lixo, abastecimento de água e energia, todos esses sistemas geralmente mostram-se precários, ou seja: não adianta ter as melhores Outdorrs divulgando a cidade, se a infra-estrutura para abrigar os que por aqui se aventura ainda é baixa principalmente.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Renato Russo, e suas frases para um bom fim de semana

Eu sempre fui um fã incondicional de Renato Russo, tenho todos os seus discos, inclusive dois deles são de vinil, tenho quadros, revistas dentres outros objetos, e quero desejar um fim de semana baseado no que Renato escrevia a todos os meus leitores.

Renato Manfredini Júnior, ou Renato Russo como era conhecido, faria 52 anos de idade no próximo dia 27 de março, foi um cantor brasileiro que marcou a vida de toda uma geração, com suas músicas que expressavam as nossas vontades, sendo ele o nosso porta voz. Sua primeira banda foi o Aborto Elétrico, que durou quatro anos e terminou devido às constantes brigas que havia entre ele e o baterista Fê Lemos. Mas a banda que lhe consagrou foi Legião Urbana.

Nossa geração foi marcada por letras, suas canções, mas principalmente por não ter medo de falar a verdade deixo algumas frases para que façamos um feedback de nossas vidas:
...Quero ter alguém com quem conversar. Alguém que depois não use o que eu disse contra mim...
Renato Russo

...Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
acreditar nos sonhos que se têem
ou que os seus planos nunca vão dar certo
ou que você nunca vais ser alguém...
Renato Russo

"Quando querem transformar
Dignidade em doença
Quando querem transformar
Inteligência em traição
Quando querem transformar
Estupidez em recompensa
Quando querem transformar
Esperança em maldição:
É o bem contra o mal
E você de que lado está?"
Renato Russo

Esta sem dúvidas é a frase a qual eu mais me identifico
É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar para pensar, na verdade não há.
Renato Russo

Bom fim de semana a todos e sem felizes.

Classe C passou a ser maioria da população brasileira em 2011, mostra pesquisa

No ano passado, 2,7 milhões de brasileiros mudaram o perfil de renda, deixando as classes D e E para fazer parte da classe C. Além disso, 230 mil pessoas saíram da classe C e entraram para as classes mais ricas (A e B).
A maior da parte da população (54%) fazia parte da classe C em 2011, uma mudança em relação ao verificado em 2005, quando a maioria (51%) estava na classe D/E. Um total de 22% dos brasileiros está no perfil da classe A/B, o que também representa um aumento em comparação ao constatado em 2005, quando a taxa era 15%.
É o que mostra a sétima edição da pesquisa Observador Brasil 2012, feita pela empresa Cetelem BGN, do Grupo BNP Paribas, em parceria com o instituto Ipsos Publics Affairs.
O levantamento indica ainda que a capacidade de consumo do brasileiro aumentou. A renda disponível, ou o montante de sobra dos ganhos, descontando-se as despesas, subiu de R$ 368, em 2010, para R$ 449, em 2011, uma alta de pouco mais de 20%. Na classe C, houve um aumento de 50% (de R$ 243 para R$ 363).
Enquanto a renda média familiar das classes A/B e D/E ficaram estáveis, na classe C cresceu quase 8%. Mas a pesquisa mostra que em todas as classes houve um aumento da renda disponível, que ultrapassou R$ 1 mil, entre os mais ricos.
“O aumento da renda disponível em todas as classes sociais indica que houve maior contenção de gastos”, destaca a equipe técnica responsável pela pesquisa.

Aumento da carga tributária ajudou a reduzir dívida da União no ano passado

da Agência Brasil

O aumento da arrecadação de tributos federais em 2011, equivalente a 23,92% do Produto Interno Bruto (PIB), foi o principal responsável pela superação da meta fiscal do governo federal. O esforço com o corte de gastos de custeio da administração pública e das despesas da Previdência contribuiu também, embora em menor proporção, para o resultado.
A constatação faz parte da Nota Técnica 9/2012, do Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais da Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados. O estudo Desempenho de Receitas e Despesas da União, que analisa a programação e a execução do Orçamento de 2011, considera positivo o esforço fiscal para redução da dívida pública e seus efeitos sobre a política monetária do Banco Central, que busca taxas de juros mais baixas para estimular a produção e o consumo.
Os recursos economizados pelo Tesouro Nacional contribuíram, ainda, para a reduzir a dívida líquida do setor público ao equivalente a 36,4% do PIB, 2 pontos percentuais abaixo do resultado de 2008. Com uma dívida menor, o Brasil consegue elevar sua credibilidade entre os que compram papéis públicos e, com isso abre espaços também para a queda dos juros.
A receita obtida pelo Tesouro Nacional – R$ 991,037 bilhões – foi elevada, em parte, pelo efeito da inflação, que ficou em 6,5%. Quando há aumento dos preços dos produtos e o valor do imposto recolhido é maior, cresce também a arrecadação, mas a despesa orçada não sobe na mesma proporção.
Isso pode ser observado com a despesa de pessoal da União, que estava prevista em R$ 183 bilhões em 2011, mas acabou tendo uma economia de R$ 1,6 bilhão, em parte pela suspensão de concursos, de admissões de pessoal e de novas autorizações para programas de desligamento voluntário.
A folha de pessoal da União no ano passado, quando comparada ao crescimento do PIB, ficou em 4,38%, o menor gasto deste 2009 e praticamente igual ao de 2008. Um dos fatores que podem justificar, em parte, esse baixo desembolso é o fato de o produto do país ter crescido 7,5% em 2010 e servir de base de comparação ao PIB 2011.
Embora fosse desejo do Ministério do Planejamento ampliar os investimentos, o desempenho ficou abaixo do de 2010, inclusive do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Segundo o estudo, o investimento do PAC ficou em R$ 19,967 bilhões. Tomando como referência o PIB, o crescimento ficou abaixo do aplicado em 2010 e 2008, apesar de terem sido executados 74% do que foi orçado. Quando é considerado o gasto de custeio do PAC, que envolve outras despesas, inclusive as do Programa Minha Casa, Minha Vida, da ordem de R$ 8,056 bilhões, o desembolso fica em R$ 28,022 (0,68 % do PIB).

quinta-feira, 22 de março de 2012

Será que estamos fazendo a nossa parte para uma Chapadinha Melhor?

Dia 20 de março de 2012 completei 23 anos que resido na cidade de Chapadinha, e já me considero um filho desta terra querida, e graças a Deus esse solo amado me propociona muitas coisas boas, por esse e outros motivos sou apaixonado por esta terra abençoada, e por muitas vezes fico indignado com as atrocidades a que nossa querida Chapadinha é vitima.

Vejamos, nós costumamos reclamar dos nossos políticos, todos, independentemente do partido e do cargo que ocupam, a nossa visão é de que são corruptos. Se você ou eu assumisse uma função pública, seja por eleição direta ou indicação política, será que fariamos diferente. Seriamos mais zeloso com o dinheiro e patrimônio públicos. Oque realmente nós fariamos para melhorar a condição de vida do povo Chapadinhense. Quem ocupa função pública tem obrigação de ser mais ético?

A cidade de Chapadinha que irá completar 74 anos agora dia 29, tem sido surrupiada ao longo de sua história, muitos governantes já passaram pelo comando da Chapada das Mulatas e pelo o que conheço da história desta cidade, todos fizeram um pouco, e de quebra mamaram nas tetas do municipio, o que ainda hoje é uma prática comum.

Que tal, se ainda não fez, refletir sobre o nosso próprio comportamento e atitudes diante de acontecimentos cotidianos? Como se comporta no trânsito? Já estacionou sobre a calçada, na vaga destinada aos deficientes e idosos ou pagou propina para não ser multado? Furou a fila do banco? Plagiou e assinou trabalho que não fez? Acha que esses atos são irrelevantes diante gravidade daqueles que roubam o dinheiro público, desviam verbas da saúde, por exemplo?

A conduta humana, para ser considerada crime, deve estar prevista na lei e sujeita a uma sanção penal. Portanto, assinala, sob a ótica do Direito Penal, o ato deve ser de uma gravidade tal que o legislador considere relevante e merecedor da reprimenda estatal. Eu e você o que realmente estamos fazendo por Chapadinha além de reclamamr-mos e de mostrar os erros das adminitrações públicas. Por que ao invês disso não estamos fazendo a nossa parte para a melhoria de vida de nossa gente.

Eu Claudecir Satil, Creio que mais importante que a análise técnica é a conclusão de que a corrupção, considerada como uma deterioração do comportamento humano em detrimento de outro indivíduo e da coletividade, deve ser combatida em toda e qualquer sociedade que se pretenda civilizada, mas o que realmente eu tenho feito para mudar essa lógica. Além de reclamar da falta de atividades para a juventude local, a falta de transparência dos que estão no comando dos orgão e autarquias de nossa cidade.

Vamos tomar como exemplo o Trânsito de chapadinha, que está um caos total, será que nós estamos fazendo o correto,  quando pilota sem capacetes, respeita o direito dos outros no trânsito, creio que fazer reclamações é bem mais fácil, Os riscos e perigos a que estamos sujeitos no trânsito estão relacionados com diversos fatores como os veículos, os condutores, as vias de trânsito, o ambiente e principalmente o comportamento das pessoas.

ontudo, quando falamos de desvio de verba pública, praticado por qualquer agente político, estamos diante de conduta altamente lesiva, na medida em que atinge recursos que existem para beneficiar diretamente milhares de cidadãos Chapadinhense e que são desviados ilicitamente para favorecer interesses particulares. Do agente público, diz, todos esperam e exigem um comportamento exemplar. e o Nosso comportamento, por que estamos aceitando isso sem nada fazer.

Eu tento fazer a minha parte por esta cidade maravilhosa, e me orgulho do pouco que faço, sei que faz diferença para alguem, mas sei que posso fazer ainda mais, e se DEUS quiser ei de fazer, ao invés de só ficarmos reclamando, vamos tomar atitudes e contribuir para melhorias em Chapadinha, este ano é um ano eleitoral hora de fazermos mudanças, fica a pergunta será que da maneira que está deve continuar? Será que as escolhas de mudanças são boas? E o principal será que que vamos começar a fazer a nossa parte?

22 de Março, Dia mundial da Agua

O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.

Mas porque a ONU se preocupou com a água se sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por este precioso líquido? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). E como sabemos, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial. Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.

No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água” (leia abaixo). Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.

Mas como devemos comemorar esta importante data? Não só neste dia, mas também nos outros 364 dias do ano, precisamos tomar atitudes em nosso dia-a-dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas (banho, escovação de dentes, lavagem de louças etc); reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais e divulgar idéias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoas.

Declaração Universal dos Direitos da Água
Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.
Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.
Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.
Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
Art. 8º - A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.
Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Frases sobre o Dia Mundial da Água:
- Água é vida. Vamos usar com inteligência para que ela nunca falte.
- O futuro de nosso planeta depende da forma com que usamos a água hoje.
- Todo dia é dia de água, pois ela está presente em tudo e em todos.
- O Dia Mundial da Água não é só para pensar, mas principalmente para agir: vamos usar este recurso natural com sabedoria para que ele nunca acabe.
- Sem a água não haveria vida na Terra! Pense nisso neste Dia Mundial da Água.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Governo define Manual de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down

Da Agência Brasil

O Diário Oficial da União publica nesta quarta-feira (21) - Dia Mundial da Síndrome de Down - um anexo que define o Manual de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down. Os detalhes contidos no texto serão publicados no site do Ministério da Saúde (http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/index.cfm). No Brasil há cerca de 4,5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, segundo dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o manual, o governo espera esclarecer dúvidas e colocar à disposição do público informações detalhadas sobre como proceder quanto ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento das pessoas com deficiência. O texto da cartilha foi elaborada com o apoio do Sistema Único de Saúde (SUS), que forneceu dados sobre o atendimento e a qualificação de profissionais e equipes públicas.

Em comemoração à data de hoje, o Senado promove sessão especial. É a primeira vez que o dia será celebrado em 193 países, após a aprovação de uma moção apresentada pelo Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU).

A sessão no Congresso será comandada pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e deve contar com a presença dos ministros Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Alexandre Padilha (Saúde). No ano passado, a presidenta Dilma Rousseff lançou o Plano Nacional da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite. O objetivo é proporcionar autonomia e inclusão social aos por tadores de deficiência.

terça-feira, 20 de março de 2012

No Brasil tudo termina em Samba, e em Chapadinha tudo vira Politica Partidária

Desde que criei este Blog, tenho tentado ser imparcial e me afastar de politica Partidária, o meu intuito sempre foi a informação de verdade. Destacando o contraditório, e sem os interesses da grande imprensa, atuar junto aos que absorvem a informação sem qualquer tipo de questionamento. Procurar revelar os interesses político-econômicos, a cultura, esporte, e fatos que levam à publicação de determinadas notícias.

Mas tenho acompanhado a briga intensa dos veiculos de noticia de Chapadinha que na sua grande maioria omite ou apela para um situação, tranformando em causa politica partidária. "Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma." (Joseph Pulitzer).

No inicio da criação do Blog Sala Vipp, eu sempre acreditei que o jornalismo era um serviço público, destinado às pessoas “pequenas” e não servindo os interesses do grande poder; um defensor do lado das pessoas e um porta-voz da democracia, mas tenho sentido na pele que para se fazer este tipo de jornalismo, você tem que ter um perfil neutro, e que ao longo dos dias esse seu perfil tem que ser revistido de carater e de uma personalidade forte.

Alguns que fazem a imprensa de Chapadinha, não tem interesse de mostrar o que aconteceu no Brasil com o meu ou o seu governo. O futuro leitor tem que ler as revistas inglesas, francesas, os jornais alemães, e, acima de tudo, vocês, a internet”, por que qualquer matéria veiculada em nossa cidade se transforma em Politica partidária, tanta para a situação, e principalmente a oposição.
 
Uma música pode mudar tudo, provocar um movimento, uma revolução. Ou torna-se emblemática por possuir um conteúdo inédito em seus versos. Por isso o titulo de que "No Brasil tudo termina em Samba", em toda história do samba e talvez da música popular brasileira, essa frase nunca teve um signicado tão verdadeiro, e na cidade Chapadinha as coisas tem se tornado motivos para a Politica Partidária, e neste contexto vale tudo: Difamar e agredir as pessoas, Falar de vida pessoal, espalhar noticias mentirosas, Agir sem senco de responsabilidade com o patrimônio Público, dentre outras atrocidades que acontecem por estas bandas, e principlamente ameaçar a aqueles que teem pensamento contrário, e que se comportam de outra forma.  
 
Hoje o samba nosso de cada dia já é descrito por cronistas, críticos e especialistas como emblema nacional, síntese das contribuições das três raças na formação brasileira, legado do construto da democracia racial que imperava desde a década de 1930. Porém a politica partidária tenta sufocar a isso, mas queridos amigos deixemos de ser tão complacente, e vamos valorizar as coisa boas da vida, Samba é uma dessas coisas e Politica Partidária se praticada comresponsabilidade certamente será uma delas, e que estes dias so a boa musica impere na Chapada das mulatas.

Brasil já tem mais de 247 milhões de linhas de celulares habilitadas

O país fechou o mês de fevereiro com 247,6 milhões de linhas de telefones celulares ativas. Só no segundo mês do ano, foram 2,4 milhões de novas habilitações, o que é considerado o maior número para o mês nos últimos 13 anos. Os terminais de banda larga móvel com tecnologia 3G totalizaram 47,2 milhões de acessos em fevereiro.

O Distrito Federal continua sendo a unidade da Federação com mais celulares por habitantes: são 217,04 linhas habilitadas para cada grupo de cem pessoas. No Maranhão, único estado com menos de um celular por habitante, a média é 83,06 linhas para cada grupo de cem pessoas. Em fevereiro, a média do país ficou em 126,45 habilitações para cada cem habitantes.

Do total de acessos em operação no país em fevereiro, 202,8 milhões (81,89%) são pré-pagos e 44,8 milhões (18,11%), pós-pagos. A operadora Vivo tem 29,85% de participação no mercado, seguida da TIM (26,62%), Claro (24,66%), Oi (18,56%), CTBC (0,27%) e Sercomtel (0,03%).

segunda-feira, 19 de março de 2012

Educação no campo terá programa para melhorar qualidade do ensino

da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff deve anunciar na próxima terça-feira (20) o Programa Nacional de Educação do Campo (Pronacampo) para impulsionar a qualidade da educação rural. O programa prevê construção e reforma de escolas, qualificação de professores e a criação de grades curriculares e disciplinas específicas, adaptadas à realidade dos estudantes que vivem na zona rural.

As escolas localizadas em áreas rurais respondem por 12% das matrículas de educação básica no país. Os indicadores educacionais do campo são bastante inferiores aos verificados nas áreas urbanas. Enquanto a taxa de analfabetismo no país - na população com mais de 15 anos - é 9,6%, na zona rural o índice sobe para 23,2%. Apenas 15% dos jovens de 15 a 17 anos do campo estão no ensino médio e só 6% das crianças até 3 anos têm acesso à creche.

Entre as ações previstas está a produção de material didático específico para as escolas rurais, que abordem os temas da realidade do campo. Até este ano, os estudantes recebiam os mesmos livros que eram enviados ao restante do país.

O programa também prevê a construção de novas escolas, cursos de formação continuada para professores e melhoria na infraestrutura das unidades – cerca de 11 mil escolas do campo ainda não contam com luz elétrica, número que representa 15% do total. Segundo relatório do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a maioria também não tem laboratório, biblioteca ou espaços de lazer.

O Pronacampo foi encomendado por Dilma ao Ministério da Educação em 2011. O processo de negociação também envolveu reuniões entre entidades e movimentos sociais ligados ao campo e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

Más condições de vida favorecem o surgimento de transtornos mentais na população, aponta pesquisadora

A violência urbana e a falta de qualidade de vida favorecem o desenvolvimento de transtornos mentais na população, segundo a coordenadora do Núcleo Epidemiológico da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Laura Helena Andrade. Para a pesquisadora, esses fatores são responsáveis pela prevalência de problemas como a ansiedade, depressão e uso de drogas em cerca de 30% dos paulistanos. O dado faz parte de uma pesquisa feita em consórcio com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Universidade de Harvard, publicada no mês passado.

O estudo conseguiu identificar grupos mais vulneráveis a esses transtornos, como os migrantes que moram nas regiões pobres da cidade. “A gente vê que os homens migrantes que vão para essas regiões têm mais risco de desenvolver quadros ansiosos, do que os que migram para as regiões com melhor condição”, ressaltou. “As mulheres que vivem nessas regiões mais remotas, que são chefes de família, têm mais risco de quadros ansiosos e quadros de controle de impulso”, completou.

As condições de vida dessa população fazem com que o Brasil tenha um número maior de afetados, cerca de 10%, do que outros países que participaram do estudo, além de uma ocorrência maior de casos moderados e graves. “Em segundo lugar vem os Estados Unidos, com menos de 7%, e em outros países é menos de 5%”, disse a pesquisadora.

Para Laura Andrade, as doenças são indicativos dos problemas sociais enfrentados pela população da periferia da capital paulista. “Essas pessoas que estão vindo para São Paulo, estão vindo para regiões mais violentas, estão mais expostas à violência. Então, acho que [elas] precisariam realmente ter políticas habitacionais. Tem que melhorar a qualidade de vida das pessoas. Melhorar a escolaridade, o ambiente onde elas vivem”, declarou.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Colhemos o que plantamos

Hoje sexta feira, geralmente é um daqueles dias em que tudo o que queremos é fugir da realidade, ou seja, que a semana acabe logo, que venha aqueles dias de descanso, então o Blog Sala Vipp deixa es´ta mensagem a todos os seus leitores: Graça e Paz a todos, e pensem no que está escrito abaixo!
Recebi esta mensagem e decidi compartilhar, porque mesmo que não seja real em algum lugar do mundo isso já deva ter acontecido...

*Você colhe o que planta ....
*Certa manhã, uma mulher bem-vestida parou em frente de um homem sem-teto, que olhou para cima lentamente ... e reparou que a mulher parecia acostumada com as coisas boas da vida. O casaco era novo. Parecia que ela nunca tinha perdido uma refeição em sua vida. Seu primeiro pensamento foi: "Só quer tirar sarro de mim, como tantos outros fizeram ....”*

*"Por favor, Deixe-me sozinho!” Resmungou o homem... Para sua surpresa, a mulher continuou de pé. Ela estava sorrindo, seus dentes brancos exibidos em linhas deslumbrantes.*

*"Você está com fome?" , perguntou ela. "Não", respondeu sarcasticamente. "Acabei de voltar do jantar com o presidente .... Agora vá embora."*

*Sorriso da mulher se tornou ainda mais amplo.*
*De repente, o homem sentiu uma mão suave debaixo do braço. "O que você está fazendo, senhora?" , Perguntou o homem irritado. "Disse para deixar-me sozinho!"*

*Neste momento um policial chegou. "Existe algum problema, senhora?"Perguntou ele...*
*"Não tem problema aqui, Policial”, a mulher disse... "Eu só estou tentando ajudá-lo a ficar de pé ...” “Pode me ajudar?” O policial coçou a cabeça. "Sim, o velho João é um estorvo por aqui há anos”. “O que você quer com ele?" Perguntou o policial... *

*"Ve o restaurante ali?" , Perguntou ela. "Eu vou dar-lhe algo para comer e tirá-lo do frio por um tempo."*
*"Você, senhora, está louca?" O homem sem-teto resistiu. "Eu não quero ir para lá!” Então sentiu mãos fortes segurando os braços e levantá-lo. "Deixe-me ir, eu não fiz nada oficial ..."*

*"Não vê, esta é uma boa oportunidade para você", o oficial sussurrou em seu ouvido. Finalmente, e com alguma dificuldade, a mulher e o oficial levam João para o restaurante e o sentam a uma mesa em um canto do refeitório. Era quase quatorze horas, a maioria das pessoas já tinha comido o almoço e para jantar o grupo ainda não tinha chegado ....*

*O gerente do restaurante veio a eles e perguntou. "O que está acontecendo aqui, oficial? — O que é isso? — E este homem está em apuros?" "Esta senhora trouxe-o aqui para comer alguma coisa", respondeu o oficial.*

*"Oh! não, não aqui!" o gerente respondeu com raiva. "Ter uma pessoa como essa aqui é ruim para os negócios!”*

*O velho João sorriu com poucos dentes. "Senhora, eu lhe disse. Agora, você vai me deixar ir?. Eu não queria vir aqui desde o início." A mulher foi até o gerente da lanchonete e sorriu .. "O senhor está familiarizado com Harris & Associates?, empresa que fica a duas ruas daqui?*

*"Claro que eu sei", respondeu o gerente impaciente. "Eles fazem as suas reuniões semanais aqui e jantam no meu restaurante".*

*"E você ganha um monte de dinheiro fornecendo alimentos para essas reuniões semanais?" Perguntou a Sra...*

*"E o que importa para você?” — perguntou o gerente impaciente.*
*“Eu, senhor, sou Penelope Hernandez, presidente e proprietária da empresa.
" — disse ela.*
"Oh desculpe!” — disse o gerente...*
*A mulher sorriu de novo... "Eu pensei que isso poderia fazer a diferença no seu tratamento." Ela disse ao policial, que se esforçou para conter uma risada. *

*"Gostaria de fazer-nos companhia numa xícara de café ou talvez uma refeição, policial?" "Não, obrigado, senhora", respondeu esse. "Estou de plantão". *

*"Então, talvez, uma xícara de café para ir?" — disse ela.*
*"Sim, senhora. Isso seria melhor." — respondeu o policial.*
*O gerente do restaurante virou nos calcanhares como se recebesse uma ordem.*
*"Vou trazer o café para o policial imediatamente Senhora"*
*O policial observou-a de pé. E falou: "Certamente colocou-se no lugar", disse ele.*
*"Essa não foi minha intenção", disse a Sra. “...Acredite ou não, eu tenho uma boa razão para tudo isso. "*

*Ela se sentou à mesa em frente ao seu convidado para jantar. Ela olhou para ele ... "João, você se lembra de mim?"*

*O velho João olhou para seu rosto, no rosto dela, com seus olhos remelentos "Eu acho que sim - quero dizer, acho que é familiar."*

*"Olha João, talvez eu seja um pouco maior, mas olha-me bem," disse a Sra. ..
"Talvez eu esteja mais gordinha agora ... mas quando trabalhava aqui há muitos anos atrás eu vim aqui uma vez, e por esta mesma porta entrei, morrendo de fome e frio." — Algumas lágrimas caíram por suas bochechas ..*

*"Senhora?" disse o policial, eu não podia acreditar no que estava presenciando, mesmo pensando como uma mulher como esta poderia ter passado fome.*

*"Eu tinha acabado de me formar na faculdade em minha cidade natal", disse a mulher. . "e vim para a cidade à procura de um emprego, mas não consegui encontrar nada...” Com a voz quebrantada a mulher continuou: “Quando eu tinha meus últimos centavos e entreguei meu apartamento, andava pelas ruas, sem ter onde morar, e foi em julho, estava frio e, quase morrendo de fome, quando vi este lugar e entrei, pensando numa pequena chance para conseguir algo para comer”. Com lágrimas nos olhos, a mulher continuou falando ...“João me recebeu com um sorriso. *

*“Agora eu me lembro", disse João. "Eu estava atrás do balcão de serviço.
Ela se aproximou e perguntou se poderia trabalhar para comer alguma coisa."

*"Você me disse que era contra a política da empresa." A mulher continuou.. "Então, você me fez o maior sanduíche de rosbife que já vi ... deu-me uma xícara de café, e fui para um canto para apreciar a minha refeição. Eu estava com medo que você se metesse em encrencas. Então eu olhei e vi você colocar o valor dos alimentos no caixa. Eu sabia que tudo ficaria bem. "*

*"Então você começou seu próprio negócio?" Disse o velho João.*

*"Sim encontrei um trabalho naquela mesma tarde. Eu trabalhei muito duro, e eu subi com a ajuda do meu Deus Pai. Tempos depois eu comecei meu próprio negócio, com a ajuda de Deus, ele prosperou .." Ela abriu sua bolsa e tirou um cartão. "Quando terminar aqui, eu quero que você faça uma visita ao Sr. Martinez. Ele é o diretor de pessoal da minha empresa e vai encontrar algo para você fazer nela.”*

*Ela sorriu. "Eu poderia até adiantar-lhe algo, o suficiente para que você possa comprar algumas roupas e arrumar um lugar para viver até se recuperar. Se você precisar de alguma coisa, minha porta está sempre aberta para você João."*

*Havia lágrimas nos olhos do idoso. "Como eu posso agradecer-lhe”, ele perguntou. "Não me agradeça" ela respondeu. "Deus da-lhe glória. Ele me trouxe para você."*

*Fora do restaurante, o policial e a mulher pararam e antes de ir embora ela disse: "Obrigado por toda sua ajuda!”. Em vez disso, o oficial disse: "Obrigado eu, que vi um milagre hoje, algo que eu nunca vou esquecer. E .... E obrigado pelo café. ".....*

*Que Deus te abençoe sempre e não se esqueça que quando jogamos pão sobre as águas, você nunca sabe quando ele será devolvido para você ... Deus é tão grande que pode cobrir o mundo com amor e tão pequeno para entrar em seu coração.*

*Quando Deus te leva à beira do precipício, confie nele completamente e deixe-se levar. Apenas uma outra coisa vai acontecer, ou ele segura quando você cair, ou vai te ensinar a voar!*

*Quando Deus fecha portas ninguém pode abrir e quando Deus abre portas ninguém pode fechar .. Se você precisa de Deus para abrir uma porta para você .... Compartilhe esta mensagem.*
*E lembre-se de ser uma bênção para os outros...*

Texto recebido por email.

Dados do CNDDH mostram que 165 moradores de rua foram mortos no país desde abril de 2011

De abril de 2011 até a semana passada, 165 moradores de rua foram mortos no Brasil. O número divulgado ontem (15) pelo Centro Nacional de Defesa dos Direitos Humanos da População em Situação de Rua e Catadores (CNDDH) representa pelo menos uma morte a cada dois dias.

Segundo a coordenadora do centro, Karina Vieira Alves, as investigações policiais de 113 destes casos não avançaram e ninguém foi identificado e responsabilizado pelos homicídios. O CNDDH também registrou 35 tentativas de homicídios, além de vários casos de lesão corporal.

O Disque 100, serviço mantido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República para receber denúncias sobre violações de direitos humanos, registrou, durante todo o ano passado, 453 denúncias relacionadas à violência contra a população de rua. Casos de tortura, negligência, violência sexual, discriminação, entre outros. As unidades da Federação com o maior número de denúncias em termos absolutos foram São Paulo (120), Paraná (55), Minas Gerais e o Distrito Federal, ambos com 33 casos.

Embora expressivos, os números não traduzem a real violência a que estão expostas as pessoas que vivem nas ruas. De acordo com Karina, muitos dos crimes cometidos contra esta população não são devidamente notificados. Além disso, a falta de dados confiáveis que torne possível comparar a atual situação não permite concluir se a violência contra o grupo vem aumentando ao longo dos últimos anos. “Este é o número de denúncias [notificadas]. Sabemos que há problemas muito graves que não são denunciados”, disse a coordenadora-geral da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, Ivanilda Figueiredo, sobre os números do Disque 100.

Segundo os representantes de entidades de moradores de rua que participaram, hoje (14), da reunião extraordinária do Comitê Intersetorial de Monitoramento da População em Situação de Rua, em Brasília (DF), existe atualmente uma escalada da violência. De acordo com eles, as recentes mortes e agressões a moradores de rua no Distrito Federal e em Mato Grosso do Sul não foram casos isolados e só chegaram ao conhecimento da imprensa porque as famílias das vítimas exigiram providências.

“Eu todo dia recebo e-mails sobre mortes de moradores de rua. Elas estão acontecendo e vão continuar ocorrendo. Por isso, queremos uma ação enérgica do governo federal”, declarou Anderson Lopes, representante paulista do Movimento Nacional de População de Rua. Na opinião do representante mineiro do movimento, Samuel Rodrigues, o país vive um momento triste com os episódios de violência contra a população de rua. “Vivemos um momento bastante triste. Em 2004, o movimento nacional surgiu em função de uma morte. Naquele momento, nós discutíamos os direitos da população de rua. Hoje, estamos aqui discutindo o seu extermínio. Estamos lutando para não morrer”.

A reunião do comitê estava agendada para o fim do mês, mas foi antecipada após um comerciante ter contratado um grupo de jovens para matar dois moradores de rua de Santa Maria (DF). “Temos a responsabilidade de responder diretamente a esta escalada de violência e de mortes que estão ocorrendo nas ruas. Não se trata mais de fatos isolados”, disse a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, se referindo a “ação de grupos de extermínio” agindo no Distrito Federal, em Mato Grosso do Sul, Alagoas, São Paulo, na Bahia e em outros estados. “São grupos que banalizam a violência e que não reconhecem, em quem está [vivendo] nas ruas, a condição humana”.

Com Informações da Agência Brasil

Redes sociais exigem nova estratégia de segurança para Londres 2012, dizem especialistas

Da BBC Brasil

Depois do importante papel que desempenharam em eventos recentes como a chamada Primavera Árabe, o movimento "Ocupe Wall Street" e os distúrbios em Londres em 2011, as redes sociais passaram a ser vistas como uma nova fonte de preocupação para a segurança das Olimpíadas de 2012.

A necessidade de o planejamento do evento levar em conta a velocidade da disseminação e troca de informações na internet foi ressaltada por diversos especialistas na 2ª Conferência Internacional em Segurança no Esporte, encerrada nessa quinta-feira (15) em Doha, no Catar.

Depois das Olimpíadas de Pequim, onde a polêmica foi gerada não pelo excesso, mas sim pela falta de liberdade na internet, os Jogos de Londres são os primeiros a conviver com a nova força das redes sociais e das tecnologias digitais, diz o consultor de segurança do Comitê Olímpico Internacional (COI), Peter Ryan.

"De lá para cá, vimos um desenvolvimento enorme em tecnologias digitais e mídias sociais, e as forças de segurança precisam dominar essas novidades, saber administrá-las, usá-las e monitorá-las",

Brian Burridge, vice-presidente de Marketing Estratégico do grupo Finmeccanica, que desenvolve produtos de defesa e segurança, lembra que a indústria de segurança vem avançando "enormemente" no monitoramento de conteúdo pela internet nos últimos dois anos.

"Hoje, há sistemas que permitem obter uma amostra de tudo, e-mails, Facebook, Twitter, o que seja", acrescentou. "Estar a par ou de preferência à frente do lugar de onde o problema está vindo é um aspecto vital para a segurança".

Presidente da Interpol, Khoo Boon Hui aponta as redes sociais como aliadas no combate ao crime. Como exemplo, ele cita o quebra-quebra ocorrido em Vancouver, no Canadá, após a derrota dos Canucks em uma final de hóquei sobre o gelo.

"A polícia estabeleceu um site interativo para identificar as pessoas envolvidas nos motins e recebeu milhares de informações. A colaboração com o público teve papel enorme na investigação. Uma lição que aprendemos recentemente foi o uso das redes sociais."

quinta-feira, 15 de março de 2012

Chapadinha: uma visão sobre o trânsito

Por: Denis Silva da Costa*
2º Ten QOPM - 4ª CI
Ando observando que na cidade de Chapadinha está acontecendo muitos acidentes de trânsito, inclusive com vítimas fatais. São vários os fatores que contribuem para isso ocorrer e, o principal, na minha opinião, é a falta de amor do condutor para com a sua vida. Por que digo isso? Porque observo que essas fatalidades acontecem, na maioria das vezes, por imprudência ou negligência, daqueles que estão na direção do veículo: dirigem em alta velocidade; não respeitam os sinais de trânsito; quando pilotam motocicletas não têm o hábito de usar o capacete, o qual é um equipamento de uso obrigatório. Destarte, percebe-se que hábitos simples, poderiam evitar um mal maior, mas a sensação de que nada vai ocorrer favorece o cometimento dessas transgressões que podem levar até a morte de pessoas.

Uma coisa que me chamou atenção quando cheguei em Chapadinha foi o fato de apenas o condutor dos veículos automotores de duas rodas usarem o capacete. Aí me veio uma pergunta: “aqui quem sofre acidente é apenas quem conduz a moto?” Claro que não, mas infelizmente, isso já virou uma cultura e, para mudar esse cenário é preciso que os órgãos responsáveis pelo trânsito façam trabalhos educativos e de conscientização junto à sociedade; organizem palestras em escolas, associações, etc.; invistam em propagandas educativas. Enfim, é necessário mudar essa mentalidade e desenvolver, eficientemente, políticas públicas no trânsito.

Não adianta a Polícia Militar fazer blitz, notificar, multar ou encaminhar um veículo para o CIRETRAN se o condutor não se conscientizar que ele é uma peça frágil no trânsito, o qual deve tomar todos os cuidados para que não venha infringir ou cometer um ato contrário ao que está escrito no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A PM deve fazer sua parte, porém, o cidadão, também, deve fazer a sua, pois nada adianta o trabalho dos agentes públicos se o condutor não estiver ciente dos seus direitos e, principalmente, dos seus deveres no intuito de contribuir para o trânsito seguro.

Mudanças no Enade começam a valer este ano, confirma ministro

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou que as mudanças nas regras do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) já valerão para a edição deste ano. O Enade era aplicado somente aos alunos concluintes de cursos superiores, mas agora avaliará também os estudantes do penúltimo semestre da graduação.

“Isso resolve o problema que nós identificamos de postergar a formatura do aluno por um semestre, intencionalmente ou não, para poder eventualmente melhorar o desempenho no Enade. Nós queremos que todos eles façam a prova para que a gente tenha a verdadeira avaliação da instituição”, disse o ministro.

A decisão vem após a divulgação de denúncias encaminhadas ao Ministério da Educação (MEC) sobre uma possível manipulação da participação dos alunos no Enade por parte da Universidade Paulista (Unip). A faculdade supostamente reteria os “maus alunos” no penúltimo semestre para que eles não fossem inscritos no Enade. Assim, só os alunos mais preparados participariam da avaliação, elevando as notas dos cursos. O MEC solicitou que a instituição encaminhe todas as informações para que o caso seja investigado.

A Unip nega qualquer tipo de manobra ou irregularidade na inscrição dos alunos. De acordo com a direção da universidade, a melhoria dos resultados nas últimas edições do Enade é resultado das inovações implantadas pela instituição em seus cursos.
Segundo Mercadante, as novas regras do Enade serão publicadas no Diário Oficial da União de amanhã (15).
O Enade é aplicado geralmente em novembro e avalia cursos de graduação diferentes a cada ano.

Lei da Copa não vai permitir venda de bebidas nos estádios

A liberação da venda e o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol durante a Copa do Mundo e a Copa das Confederações não serão mais permitidos. A decisão foi tomada hoje na reunião dos líderes da base governista com o líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e com o relator da Lei da Copa, deputado Vicente Cândido (PT-SP).

Agora, caberá ao relator retirar do texto da Lei Geral da Copa, em análise na Câmara dos Deputados, o artigo que libera a venda e consumo de bebidas nos estádios durante os eventos esportivos. Cândido disse que diante da decisão vai retirar o artigo do seu substitutivo a ser votado no plenário da Câmara, na próxima semana.

“Estamos entendendo que o governo não tem compromisso com esse artigo, não tem compromisso com a [Federação Internacional de Futebol] Fifa em relação à venda de bebidas nos estádios. Cabe a nós retirar do texto o dispositivo. Eu acho que fui induzido ao erro nesse item. Nesse caso, como é posição do governo e já havia várias rejeições, a base está achando melhor não encaminhar isso a voto”, disse Vicente Cândido.

O relator declarou ainda que na sua avaliação houve mudança de posição do governo, pois a orientação que vinha recebendo durante a elaboração do seu parecer era no sentido de liberar a venda de bebidas alcoólicas durante os dois eventos esportivos. “Estamos entendendo que houve mudança de posição do governo, a orientação anterior foi com a concordância do governo”.

Ao explicar a mudança de posição em relação à venda de bebidas nos estádios, o líder Arlindo Chinaglia disse que as lideranças entendiam que havia um acordo entre o Brasil e a Fifa para a liberação da venda de bebidas. “Havia dúvidas por parte de muitos líderes se o Brasil havia assumido um compromisso, ao trazer a Copa para o nosso país, que automaticamente haveria a autorização de venda de bebidas alcoólicas no estádios, até porque tem uma lei que proíbe. Hoje, ficou claro que o governo não assumiu esse compromisso”.

Chinaglia declarou ainda que a partir da constatação de que não havia o compromisso de liberação da venda de bebidas, fez um levantamento entre os líderes da base governista, e que praticamente, por unanimidade, eles se posicionaram contra a liberação da venda de bebidas. “A partir desta situação, no mérito todos os partidos se posicionaram contra a liberação da venda e consumo de bebidas alcoólicas”.

Da Agência Brasil

terça-feira, 13 de março de 2012

A agressividade nas redes sociais

Por um bom periodo de minha fui proprietario de uma Lan House, e para meu espante em nossa cidade de Chapadinha abriu em cada esquina uma loja do genero, foi neste periodo que conheci a onda do momento as rede sociais. Na teoria, as redes sociais disponibilizadas pela internet são ferramentas interessantíssimas. Poder debater sobre diversos assuntos, compartilhar informações ou simplesmente trocar ideias descompromissadas com pessoas de todas as partes do Brasil e do mundo são coisas que se contadas há poucas décadas, deixariam animados os q gostam de se comunicar.

Porém, pelo menos entre nós brasileiros, mas principalmente na cidade de Chapadinha, essas ferramentas sociais ao invés de servirem como um eficiente meio de comunicação, são cada vez mais usadas para todo tipo de agressão virtual q se tenha ideia. Um mar de insultos, provocações, ameaças, zombações e banditismo.

Os mais ingênuos podem sentenciar: "Ah, isso é coisa de meia-dúzia de mal-educados da vida real que refletem na internet o que são no dia a dia ." Se fosse simples assim, bastariam alguns bans, bloqueios ou simplesmente o bom e velho ignore e pronto, mas a verdade é que o número de pessoas que são tornam delinquentes verbais no mundo virtual é gigantesco e a maioria absoluta é bem mais polida quando estão longe de um pc. Pessoas de diferentes faixas etárias, grau de instrução estado de espírito se nivelam por baixo, muito baixo.

Das chamadas redes sociais, considero o orkut como a mais interessante (apesar de ñ estar mais na moda, a onda agora é facebook ou twitter), isso pq, além de todos os serviços q outras redes oferecem, ele tem comunidades sobre tds os assuntos possíveis para q pessoas q tenham algo em comum, conversem sobre o q lhes interessa.

No começo do orkut, participei ativamente desta comunidade, após algum tempo, uma amiga minha me convidou-me para ser um dos moderadores. Depois de um começo agradável, com muita troca de experiências, os debates foram se tornando acalorados, logo, alguns"colegas" que não conseguiam defender seu ponto de vista de maneira equilibrada, começaram a partir para ofensas desnecessárias e também para o uso do fake, verdadeiros exércitos de perfis falsos, ofendendo a honra, zombando, ameaçando e até invadindo a vida pessoal do seu desafeto. Hoje a  nova é o facebook com as suas comunidades, e a bola da vez são os ataques aos Politicos chapadinhenses, Insultos, ofensas, e até mesmo ameaça, através dos foruns de discursões.
 
A Internet nao transforma ninguem. Nao transforma ninguem em gente ma' nem em gente boa. A Internet apenas amplia a possibilidade de mais pessoas expressarem o que tem dentro delas. Torna apenas mais visivel o que antes ficava escondido. Como ficava escondido, muitos pensavam que nao existia. A bocalidade ficava oculta e a gente pensava que havia menos gente bocal. Estamos apenas descobrindo o tamanho que a bocalidade sempre teve, antes ou depois da Internet. É uma pena que isso esteja contecendo e que a politica partidária de chapadinha possa ser definida através desta redes sociais.

Diminuição da desigualdade no Brasil espelha mudanças ocorridas com a renda em todo o mundo, aponta FGV

da Agência Brasil

A diminuição da desigualdade de renda na última década no Brasil se assemelha ao movimento verificado no conjunto de todos os países. De acordo com análise em andamento no Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas (CPS/FGV), o índice de Gini (que mede a desigualdade socioeconômica) caiu de 0,596 em 2001 para 0,519 em janeiro de 2012 no Brasil. O mesmo indicador agregado para o mundo todo caiu de 0,5448 para 0,52 no mesmo período.

“Aqui, no Brasil, a desigualdade cai porque a renda cresce no Nordeste; e cresce mais entre analfabetos, negros, moradores de favelas, campesinos e trabalhadores da construção. E no mundo? A desigualdade cai porque a China e a Índia estão crescendo muito”, explica o economista Marcelo Neri, chefe do CPS/FGV. Na opinião dele, a comparação dos índices mostra que “o Brasil é uma maquete muito próxima do mundo”.

Semelhanças à parte, Neri chama a atenção para a diferença de dinâmicas entre o Brasil, a China e a Índia. Segundo ele, na última década, o Brasil diminuiu a desigualdade interna ao mesmo tempo em que registrou crescimento econômico. Na China e na Índia (que concentram metade dos pobres do mundo e onde o crescimento do Produto Interno Bruto é maior que o crescimento do PIB brasileiro), a desigualdade “está explodindo”.

Segundo Marcelo Neri, o Brasil espelha a desigualdade existente no mundo porque “os mais pobres do Brasil são tão pobres quanto os mais pobres da Índia; e os mais ricos brasileiros não são menos ricos do que os mais ricos americanos. O Brasil está em todas as partes e ainda tem muita desigualdade”, disse em entrevista à Agência Brasil, destacando que o país tem muitos problemas para atacar.

Para Neri, a desigualdade persistente faz com que o Brasil continue a ser chamado, “por um bom tempo”, de “Belíndia” - termo criado pelo economista Edmar Bacha na década de 1970 para dizer que o Brasil tinha um pedaço rico e desenvolvido como a Bélgica e um pedaço pobre e subdesenvolvido como a Índia.

Marcelo Neri acrescenta que a “Belíndia continua atual” porque hoje “o lado pobre do Brasil cresce tanto quanto a economia da Índia; e o lado belga [rico] está tão estagnado quanto os países europeus. A Bélgica hoje é um país desenvolvido, mas estagnado. Ela é predominantemente católica como o Brasil”, compara.

Segundo a análise feita pelo CPS/FGV, a renda dos 50% mais pobres no Brasil cresceu quase seis vezes (580%) mais rápido do que a renda dos 10% mais ricos na década passada. A ascensão desse contingente, chamado por Neri de “nova classe média”, explica em parte o crescimento econômico recente. A economia cresce à medida que a desigualdade acumulada diminui. “Boa parte dessa ascensão da classe média vem da recuperação de atrasos históricos que ainda estão presentes, mas estão passando”, aponta.

Na opinião do economista, os dados mostram que o Brasil “está ficando um país normal”. Ele lembra que “em 1990, a gente tinha 17% das crianças fora da escola; e em 2000, passou para 4%; e agora, o percentual é menos de 2%”. Segundo ele, além da expansão do acesso à escola, o país está entre as três nações que mais se destacam na melhoria dos indicadores de aprendizagem.

A melhora do desempenho escolar ilumina “o lado brilhante da base da pirâmide”, descrito por Neri em seu novo livro A Nova Classe Média, lançado na semana passada no Rio de Janeiro. De acordo com o economista, a educação, juntamente com a redução da fecundidade das brasileiras e a chegada de mais pessoas ao mercado de trabalho com carteira assinada, explicam melhor a ascensão da classe média (classe C) do que a dependência de políticas sociais e do crédito facilitado.

Uma das teses defendidas pelo economista é que o crescimento da nova classe média “não é apenas sonho de uma noite de verão” e se a educação continuar melhorando diminuirá ainda mais desigualdade. “Se fizermos o dever de casa com a educação vai ser possível o Brasil continuar dando salto”, avalia.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Em Chapadinha, há vários "Cavalos de Troia"

A lenda da Guerra de Tróia conta que gregos conseguiram entrar na cidade camuflados em um cavalo e, então, abriram as portas da cidade para mais guerreiros entrarem e vencerem a batalha. Em nossa cidade esta prática é bem utilizada, ou seja, alguns pintan-se de Cordeiro e depois se monstram verdadeiros Lobos, isso é fato confirmado e bastante utilizado por politicos.

O “Cavalo de Troia” numa versão de “fazer política”: o que se diz de manhã, não se confirma a tarde e desmente-se a noite. Se quiséssemos copiar aqui na cidade de Chapadinha o filme Branca de Neve e os sete Anões, de Walt Disney, criaríamos, sem dificuldades, outro belo conto infantil, recheado de personagens reais, mas principalmente de muitas bruxas má.

Vejo por exemplo que no ano de 2012 a nossa cidade teve o melhor carnaval de sua história, grandes bandas se apresentaram, por aqui passaram muitos turista, uma coisa grandiosa, mas com tanto dinheiro gasto pelo poder público para o carnaval, não seria prudente aplicar uma parte deste dinheiro na saude de Chapadinha que há tempos agoniza, isso é mais um exemplo de "Cavalo de Troia".

Por que a pavimentação asfaltica de algumas ruas de nossa querida cidade só está acontecendo agora, em um periodo chuvoso, e principalmente em um ano eletoreiro, creio eu que isso é mais um exemplo de cavalo de troia, mas vamos pedir a DEUS nosso senhor que mande bastante chuva para a nossa região, já que o inverno anda meio fraco por aqui, é que o maior Cavalo de Troia de Chapadinha consome bastante agua, e sinceramente estou bastante preocupado com o futuro de nossa aguas, por o Eucalipito vai concumir toda a agua que ele encontrar.

Ricardo Teixeira renuncia à Presidência da CBF

Depois de 23 anos no cargo, Teixeira diz que vai cuidar da saúde e ficar com a família.
O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, 64, está fora da confederação que controla o futebol nacional. Além disso, também deixou o COL (Comitê Organizador Local da Copa-2014). Em carta, lida na manhã desta segunda-feira no Rio pelo seu sucessor, José Maria Marin, ele diz que vai cuidar da saúde e ficar com sua família, mas se coloca a disposição para continuar colaborando com o futebol brasileiro

A saída do cartola, mineiro de Carlos Chafas e desde 1989 no cargo, quando chegou ao poder amparado pelo então sogro e presidente da Fifa, João Havelange, já era dada como certa por presidentes de federações estaduais.

Em crise não só dentro de campo --com a seleção brasileira eliminada das últimas Copa do Mundo e Copa América logo nas quartas de final-- como também e principalmente fora dele --em meio a novas denúncias de corrupção--, Teixeira já vinha dando sinais de que poderia sair.

No início do mês, demitiu o tio, Marco Antônio Teixeira, da secretaria-geral da entidade. Ele estava na função praticamente desde o começo do mandato do sobrinho no final da década de 1980.

No final do ano passado, já havia nomeado o então presidente do Corinthians, Andres Sanchez, para diretor de seleções. Além disso, o ex-jogador Ronaldo foi colocado dentro do COL.

Em 29 de setembro, foi internado em um hospital no Rio apresentando dores abdominais. O boletim médico disse que Teixeira tinha uma diverticulite (inflamação na parede do cólon, ligado ao intestino grosso) não complicada. Assim, faria tratamento apenas com anti-inflamatório, analgésico e uma alimentação regulada, sem necessidade de cirurgia. Recebeu alta dois dias depois.

Um mês antes, foi alvo de protestos em várias cidades do país contra a sua administração. José Maria Marin, que assumiu a entidade após licença pedida pelo dirigente, anunciou nesta segunda-feira em coletiva que assume a CBF até o final do mandato de seu antecessor, que vai até o final de 2014.

Do imirante.com

sexta-feira, 9 de março de 2012

A Monocultura do Eucalipto e o Deserto Verde

A monocultura do eucalipto está destruindo o solo, as nascentes, os riachos e rios do MA. O estado do Maranhão está devastado pela monocultura do eucalipto, que destrói toda mata nativa, que tem como conseqüência mais imediata, a destruição do solo para outros tipos de cultura, as nascentes, os riachos e os rios. O plantio do eucalipto vem se expandindo cada vez mais em nosso país, devido à grande rentabilidade que é capaz de gerar. O município Urbano Santos é um do mais afetados por essa praga chamada eucalipto, no estado do Maranhão.

A MONOCULTURA E O DESERTO VERDE

"O eucalipto é uma planta originária principalmente da Austrália e do continente da Oceania, embora algumas raras espécies sejam de ilhas como Nova Guiné e Timor, além das Ilhas Moluscas. Sua implantação em outras áreas se deu somente no século XIX, começando pela Europa, passando pelos Estados Unidos e finalmente chegando ao Brasil por meio do Sr. Frederico de Albuquerque, no ano de 1968, no estado do Rio Grande do Sul. Um dos maiores propagadores da espécie pelo país foi A. Pereira da Fonseca, realizando grandes plantações no estado do Rio de Janeiro, com variadas espécies do gênero eucalyptus.

A planta começou a ser amplamente utilizada depois da descoberta de seu valor econômico, e hoje é utilizada como principal fonte de alimentação da indústria da celulose no Brasil, o que acaba por ocasionar grandes discussões e até mesmo conflitos entre proprietários de terras plantadas com o eucalipto e a grande massa de militantes sem-terra. Uma das grandes vantagens do eucalipto e sua rápida difusão, é o fato de a planta ser capaz de se adaptar aos mais diversos tipos de climas, desde locais quentes e secos, como os deserto australianos, à climas muito úmidos e frios, como na Escócia.

O termo deserto verde vem ganhando um grande destaque na mídia, tanto no âmbito nacional quanto no internacional, devido à grande repercussão que tem causado os atritos que envolvem esse termo. Mas o que afinal define “deserto verde”? (Rafael Said Bhering Cardoso)
.
tratores usados para desmatar as nossa matas nativas

Segundo estudiosos do assunto, daqui a aproximadamente 10 anos, esses rios não existirão em nossa região, em consequencia da monocultura do eucalipto.

 
Do blog do Dom Severino

Humberto Gessinger (Engenheiros do Hawaii) e Duca Leindecker (Cidadão Quem) farão show em São Luis

Agora é a vez de Humberto Gessinger (Engenheiros do Hawaii) e Duca Leindecker (Cidadão Quem) do Pouca Vogal realizarem um grande show em São Luís, eles que tiraram férias de suas bandas principais.

O Mandamentos Hall é o palco escolhido para essa grande festa que acontece dia 30 de março de 2012, os músicos resolveram interromper ótimos momentos profissionais para se dedicar 100% em um projeto nada convencional e inédito.

Batizado de Pouca Vogal, o duo formado pelos músicos gaúchos é uma experiência nunca antes realizada na música pop nacional. Apesar de serem apenas dois instrumentistas em cima do palco, as músicas são apresentadas com arranjos complexos. Para conseguir essa façanha com uma formação enxuta, simultaneamente, Leindecker canta, toca instrumentos de corda e percussão com os pés. Enquanto isso,
Gessinger também canta e toca instrumentos de corda, teclado, baixo com os pés (através de um MIDI Pedalboard) e ainda faz solos de gaita. "Optamos por nos apresentar com essa configuração, pois só assim conseguiríamos escapar daquele formato de banda, do qual já estávamos saturados. Mas, por outro lado, não queríamos fazer algo do tipo 'voz e violão'", explica Gessinger.

Para promover o projeto, a dupla gravou um CD e DVD com repertório baseado nas suas bandas originais e em oito músicas inéditas. Ao mesmo tempo em que começou a despertar o interesse do público, o trabalho também chamou a atenção da Som Livre, que se prontificou a distribuí-lo em nível nacional. O resultado deste projeto é visível na
concorrida agenda de shows do Pouca Vogal.

Serviços
O que? Pouca Vogal em São Luís
Quando? 30 de Março de 2012
Onde? Mandamentos Hall
Vendas na Central da Folia no Jaracati Shopping

Municípios já podem solicitar acesso a sistema e cadastrar gestantes para auxílio-deslocamento

Municípios em todo o país podem solicitar, a partir de hoje (9), acesso ao sistema que permite cadastrar e monitorar gestantes que vão receber o auxílio-deslocamento. O benefício, de até R$ 50, serve para pagar o deslocamento tanto para a realização de consultas pré-natal quanto para o parto.

Até o momento, segundo o Ministério da Saúde, 23 estados e 1.685 municípios iniciaram o processo de adesão. A expectativa é que cerca de 1 milhão de mulheres passem a receber o auxílio-deslocamento ainda este ano – 40% do total de gestantes atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A orientação é que, na primeira consulta pré-natal, a gestante assine o requerimento que autoriza o pagamento do benefício. O auxílio será pago em duas parcelas de R$ 25. Para receber o valor integral, a mulher deverá fazer o requerimento até a 16ª semana de gestação. Quem solicitar o benefício depois desse período só terá direito a uma parcela.

Até 2013, a meta do governo é que todas as grávidas atendidas na rede pública – 2,4 milhões, no total – passem a receber o benefício. A iniciativa faz parte de um conjunto de ações previstas no programa Rede Cegonha, lançado no ano passado com o objetivo de ampliar e qualificar a assistência prestada a gestantes no SUS.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Sampaio conta com apoio da torcida hoje à noite, para a sua estreia na Copa do Brasil 2012

Começa a Copa do Brasil para o time do Sampaio, que irá enfrentar o Atlético do Paraná, ou seja as duas equipes  voltam a se enfrentar, já que este confronto já aconteceu em outras oportunidades. Partida será realizada no estádio Municipal Nhozinho Santos a partir das 20h30 horas.

A Copa do Brasil de 2012 inicia com 17 jogos, o campeonato vale vaga para a Taça Libertadores da América. Chance do tricolor maranhense despontar mais uma vez para o futebol nacional, e de ganhar algum dinheiro através da renda obtida no estádio Nhozinho Santos. O vencedor enfrentará na segunda fase, o ganhador do confronto Criciúma-SC x Madureira-RJ.

O jogo Sampaio x Atlético-PR tem história. Os dois times já se enfrentaram quatro vezes em competições nacionais, sendo três pela Copa do Brasil e uma pelo Campeonato Brasileiro, no dia 2 de junho de 1974, quando o Furacão venceu o Tricolor por 1 a 0. No dia 3 de março de 1999, pela Copa do Brasil, ainda no Castelão, o Tubarão perdeu para o time paranaense por 3 a 1, em São Luís, resultado que eliminou a partida de volta. depois, os dois times voltaram a se enfrentar em 2010. Na primeira partida, realizada no Nhozinho Santos, no dia 17 de março, Sampaio x Atlético-PR empataram por 1 a 1 e no jogo de volta, no dia 1º de abril, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), vitória do Furacão por 2 a 0.


De todos os jogadores contratados pelo Sampaio para a Copa do Brasil, apenas o atacante Célio Codó, que já está há quase duas semanas no departamento médico, não joga diante do Atlético. Mas a presença do artilheiro Júnior Chicão, que foi poupado na vitória sobre o Maranhão, por 3 a 0, domingo passado, pelo Campeonato Maranhense, está garantida. Ele volta ao time no lugar de Orlando. Com isso, o Sampaio terá a força quase que completa.

O Sampaio encerrou os preparativos de campo nesta terça-feira, já o início da noite, com um treino leve que serviu de reconhecimento de gramado do Nhozinho Santos, logo depois da saída do Atlético-PR. Antes da movimentação, Josué Teixeira (foto) fez uma longa prelação com os jogadores, quando falou da importância do jogo desta quarta, não só para os atletas como para o clube. No final, o meia Cleitinho foi cumprimentado pelos companheiros, pela passagem do seu aniversário nesta terça-feira.

Os bolivianos estão confiantes e esperam que Cleiton e principalmente do atacante Edgar, que vem sendo o grande nome do time, façam a diferença. O Atlético-PR treinou um pouco mais cedo no Nhozinho Santos e vai atuar desfalcado dos meias Paulo Baier e Martin Ligüera e dos atacantes Guerrón, Ricardinho e Marcelo, que ficaram em Curitiba. Porém, trouxe quatro jogadores que estão fazendo a diferença nesse ano pelo Furacão, os meias Marcinho e Harrison e os atacantes Brunos Furlan e Bruno Mineiro, que é um dos remanescentes do confronto de 2010.

Árbitro: Francisco Assis Almeida Filho-CE

Sampaio Corrêa
Rodrigo Ramos; Arlindo Maracanã, Germano, Fabrício Lopes e Deca; Luís Maranhão, Eloir, Kléo e Cleiton; Júnior Chicão e Edgar Técnico: Josué Teixeira

Atlético-PR
Rodolfo; Adriano (Pablo), Manoel, Bruno Costa (Gustavo) e Héracles; Deivid, Renan Foguinho e Harrison; Marcinho, Bruno Mineiro e Bruno Furlan. Técnico: Juan Carrasco