segunda-feira, 30 de abril de 2012

Chapadinha ganha a mais nova Academia de Jiu-jitsu



Dia 19 de maio será a inauguração das novas instalações da Academia Evolução Jiu-Jitsu na Rua Gustavo Barbosa s/n no bairro da Corrente. Os treinos que antes aconteciam em locais improvisados, agora serão realizados em local próprio, com ótima estrutura, novas turmas e horários. Serão oferecidos treinos para mulheres, homens e para pessoas com idade entre 10 e 15 anos, de ambos os sexos.

As matrículas podem ser feitas na Rua Gustavo Barbosa 999, bairro da Corrente ou pelos fones 91496250/82649380/88712360/34712024. A obtenção dos kimonos (vestimenta com a qual se pratica o jiu-jitsu) pode ser feita na própria academia e atenção: comprando o seu kimono na academia voçe ganha 40% de desconto no pagamento da primeira mensalidade.

Em busca de conhecimento, reconhecimento e melhoria das aulas passadas aos alunos, a academia Evolução firmou parceria com a Companhia Paulista de Jiu-Jitsu, uma renomada equipe de Brasília e uma das melhores do País quando o assunto é o referido esporte.

O Jiu-Jitsu, que significa arte suave, é um esporte baseado em imobilizaçoes tendo como alguns de seus princípios a disciplina e o respeito, sendo também uma ótima alternativa para a prática de exercícios físicos.





Termina hoje prazo para entrega da declaração do IRPF

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 termina hoje às 23h59min59s (horário de Brasília) na internet. Quem fizer a opção de entregar a declaração em disquete de computador deve ir a uma agência da Caixa ou do Banco do Brasil dentro do horário de atendimento bancário. A multa mínima por atraso na entrega da declaração é R$ 165,74.

O programa gerador da declaração está disponível na página da Receita na internet. O contribuinte também deve baixar o Receitanet, aplicativo para transmissão dos dados, no mesmo endereço.

Um tutorial na página da Receita Federal pode auxiliar o contribuinte a preencher a declaração. No site ainda é possível encontrar uma lista de perguntas e respostas para tirar as dúvidas mais frequentes.

Até as 17h de ontem (5), balanço da Receita Federal indicava que 3,2 milhões de contribuintes ainda não haviam acertado as contas com o Fisco.

sábado, 28 de abril de 2012

28 de abril Dia da Sogra

Hoje dia 28 de abril é comemorado o Dia da Sogra. Preparamos um  apuros, e usava sempre o Nome Sogra como motivo de irreverencia em manual com dicas para ambas conviverem pacificamente.

Dia 28 de abril é comemorado o Dia da Sogra. Isso, aquela mulher experiente, mãe do seu amor, que poderia contribuir positivamente para a sua relação, e até dar conselhos para sua vida matrimonial, já que conhece tão bem o seu parceiro. Mas na realidade nem sempre é isso o que acontece, muito pelo contrário.

Frases sobre sogras e adjetivos a elas atribuídos são inúmeros. “Sogra merece ter selo de qualidade: ISO lada” ou ainda “Gosto tanto da minha sogra que levo a foto dela guardada na carteira... estampada na nota de cinquenta, aquela onça!”. O que há de ditados achincalhando as “megeras” certamente daria uma enciclopédia. Mas sogra não é um bicho-papão e dá, sim, para ter uma relação amigável onde haja respeito e admiração.

Essa semana faleceu o sambista Dicró que adorava colocar as sogras em suas letras, eu particularmente adoro a minha sogra dona Cita como a chamo carinhosamente, e aproveito este Post para homenagiala. Feliz dia da Sogra.

Entregar a declaração do Imposto de Renda na última hora pode ser um risco, alerta Joaquim Adir

Os contribuintes que deixarem para entregar a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2012 na próxima segunda-feira (30), último dia do prazo, podem correr uma série de riscos, como alerta o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir. Além de um possível problema com o serviço fornecido pelo provedor de internet, também podem ocorrer os chamados "travamentos" no computador do contribuinte, explicou Adir.

Ele garante que a Receita Federal está preparada para receber todas as declarações enviadas até o final do prazo, independentemente da quantidade de documentos. “Estamos preparados, mas não depende só da Receita. Depende do provedor de internet e do próprio equipamento do contribuinte. Se ele deixar para a última hora e o equipamento tiver uma pane ele não conseguirá entregar a declaração”, disse à Agência Brasil.

Adir também destacou que não haverá prorrogação do prazo, que termina no dia 30, às 23h59mim59s (horário de Brasília). Após o prazo, o sistema informatizado da Receita deixará de receber as declarações e só voltará a funcionar para a entrega no dia 2 de maio. “Quem perder o prazo e enviar a declaração a partir desta data já receberá a notificação da multa no momento da entrega”, informou o supervisor. A multa pelo atraso na entrega é R$ 165,74 ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

O balanço divulgado no final da tarde de ontem (27) mostrava que aproximadamente 5 milhões de contribuintes ainda não tinham enviado a declaração. O número de documentos recebidos chegou a 19,2 milhões, 77% dos 25 milhões de documentos esperados para este ano. A Receita anuncia em entrevista coletiva na segunda-feira (30), às 20h, o balanço do IRPF 2012.

Estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 23.499,15 em 2011, o que corresponde a R$ 1.807,63 por mês, incluindo o décimo terceiro salário. Também deve declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tiver sido superior a R$ 40 mil.

Deve ainda preencher a declaração quem obteve, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital em alienações de bens ou direitos, quem realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas ou quem obteve receita bruta com a atividade rural superior a R$ 117.495,75.

O programa gerador da declaração está disponível na página da Receita na internet. O contribuinte também deve baixar o Receitanet, aplicativo para transmissão dos dados, no mesmo endereço. A declaração pode ser enviada pela internet ou entregue em disquetes de computador nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, sempre respeitando o horário de atendimento das agências.

Um tutorial na página da Receita Federal pode auxiliar o contribuinte a preencher a declaração e no site ainda é possível encontrar uma lista de perguntas e respostas para tirar as dúvidas mais frequentes.



Um em cada quatro professores da educação básica não tem diploma de ensino superior

Aproximidamente 25% dos professores que trabalham nas escolas de educação básica do país não têm diploma de ensino superior. Eles cursaram apenas até o ensino médio ou o antigo curso normal. Os dados são do Censo Escolar de 2011, divulgado este mês pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

Apesar de ainda existir um enorme contingente de professores que não passaram pela universidade – eram mais de 530 mil em 2011 – o quadro apresenta melhora. Em 2007, os profissionais de nível médio eram mais de 30% do total, segundo mostra o censo. Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, os números são mais um indicativo de que o magistério não é uma carreira atraente.

“Isso mostra que as pessoas estão indo lecionar como última opção de carreira profissional. Poucos profissionais bem preparados se dedicam ao magistério por vocação, uma vez que a carreira não aponta para uma boa perspectiva de futuro. Os salários são baixo, e as condições de trabalho ruins”, explica.

A maior proporção de profissionais sem formação de nível superior está na educação infantil. Nas salas de aula da creche e pré-escola, eles são 43,1% do total. Nos primeiros anos do ensino fundamental (1º ao 5º ano), 31,8% não têm diploma universitário, percentual que cai para 15,8% nos anos finais (6° ao 9º ano). No ensino médio, os profissionais sem titulação são minoria: apenas 5,9%.

Para a presidenta da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Cleuza Repulho, é um “grande equívoco pedagógico” colocar os professores menos preparados para atender as crianças mais novas. “No mundo inteiro é exatamente o contrário, quem trabalha na primeira infância tem maior titulação. Quando o professor entra na rede vai para a educação infantil quase como que um 'castigo' porque ela não é considerada importante. Mas, na verdade, se a criança começa bem sua trajetória escolar, as coisas serão bem mais tranquilas lá na frente”, pondera.

Segundo Cleuza, o nível de formação dos professores varia muito nas redes de ensino do país. Enquanto em algumas cidades quase todos os profissionais passaram pela universidade, em outras regiões o percentual de professores que só têm nível médio é superior à média nacional. “Temos, às vezes, uma concentração maior de professores sem titulação em alguns locais do Brasil, como a Região Norte, por exemplo, onde as distâncias e as dificuldades de acesso impedem que o professor melhore sua formação”, aponta.

O resumo técnico do Censo Escolar também destaca que em 2010 havia mais de 380 mil profissionais do magistério matriculados em cursos superiores – metade deles estudava pedagogia. Isso seria um indicativo de que há um esforço da categoria para aprimorar sua formação. Mas o presidente da CNTE ainda considera “muito alto” o número de professores sem diploma universitário, especialmente porque nos últimos anos foram ampliados os estímulos para formação de professores nas instituições públicas e privadas de ensino superior.

Uma das alternativas para quem já atua em sala de aula e quer aprimorar a formação é a modalidade do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para licenciaturas. O programa paga as mensalidades de um curso em faculdade particular e depois da formatura o estudante pode abater sua dívida se trabalhar em escolas da rede pública – cada mês em serviço abate 1% do valor.

“Os programas são oferecidos, mas as condições não são dadas aos professores para que eles participem. O professor não tem, por exemplo, a dispensa do trabalho nos dias em que ele precisa assistir às aulas. As prefeituras e governos estaduais que deveriam ser os primeiros interessados acabam não estimulando o aprimoramento”, diz Roberto Leão.

Da Agencia Brasil

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Pregar o Evangelho de cueca

Sem querer ofender a nenhuma religião com o titulo deste Post, peça até desculpas se por ventura ofender a qualquer pessoa, é que nestes últimos dias vi tantas trairagem na cidade de Chapadinha que resolvi me manifestar contra através do Blog.

Vamos comecar falando por alguns politicos locais, que sem nenhum tipo de carater chegam até você e começam a denegrir o seu adversário que outrora era seu aliado, então a melhor pessoa do mundo e agora não vale nada para este politico, como um cidadão deste quer transmitir alguma coisa para os eleitores se ele não tem nenhum tipo de escrupulo. Cadé a sua moral, por que muda de opnião tão rapidamente, será por causa dos valores envolvidos.

Outro fato que eu vi estes dias foi que alguns promotores de eventos de Chapadinha estavam torcendo contra a promotora de eventos Marilene Pinheiro quanto da realização do show da Banda Raça Negra, alguns além de falarem mau da promotora em tela, ainda espalharam noticias tedenciosas tais como: A banda não vai vir, o que vem será Cover. Será que estes senhores (as) não lembram que eles ainda vão promover eventos, e que o feitico possa virar contra o feiticeiro.

Constantemente vejo uma parte de nossa sociedade local quando reunida em associaçãoes, igrejas, entidades públicas, autarquias, etc.... Dizendo que só estão querendo o melhor para Chapadinha, apresentam formulas mágicas para os problemas, e quando tem a chance a única coisa que fazem é pensar em si próprio, ou seja falam uma coisa e agem totalmente diferente, "pregando o evangelho de cueca", tentando passar uma imagem que não representa a verdade.

Querer passar uma imagem que não condize com a realidade, dizer faça o que eu digo e não fação o que eu faço é uma visão arcaica e fora de tempo, o que temos que ser é o exemplo, sei que como seres humanos que somos errar faz parte de nossa natureza, mas temos que repensar nossas atitudes, e parar de sair por ai pregando op evangelho de cueca, façamos a noss parte sem hipocrezia e com bastante seriedade.

Um quarto dos brasileiros sofre de hipertensão, segundo pesquisa do Ministério da Saúde

A hipertensão atinge 22,7% dos brasileiros adultos, segundo dados da pesquisa Vigitel do Ministério da Saúde, divulgados hoje (26), Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. Quase 60% da população com mais de 65 anos têm a doença, que é considerada crônica.

A prevalência da hipertensão cresce à medida que a população envelhece. Na faixa etária de 18 a 24 anos, apenas 5,4% são diagnosticados com a doença. A partir dos 65 anos, o percentual salta para 59,7%. A doença é mais comum entre as mulheres (25,4%) que entre os homens (19,5%).

Em 2010, a mesma pesquisa apontou que 23,3% da população adulta vivem com pressão alta. Apesar da leve queda na comparação com os dados do ano passado, o ministério considera a taxa estável.

No Distrito Federal, estima-se que haja 400 mil hipertensos. Os cardiologistas alertam para a necessidade de previnir a doença, que avança silenciosamente, sem dar sinais. A hipertensão caracteriza-se pela pressão arterial igual ou superior a 14 por 9.

O coordenador do Programa de Hipertensão do Distrito Federal, cardiologista Lucimir Henrique, lembra que a população pode, e deve, aferir a pressão regularmente e ter acesso aos primeiros tratamentos nos postos de saúde. “Grande parte da população descobre que tem a doença por acaso, quando vai ao médico. É um erro comum acreditar que, para tratar a doença, você precisa ir ao especialista [em cardiologia]. Não é assim. Quem afere a pressão é a equipe de saúde: o médico, o enfermeiro que é treinado para isso. Nós temos um protocolo em consulta pública para que o enfermeiro conduza as orientações iniciais”, disse o cardiologista à Agência Brasil.

O médico chama a atenção para os fatores que contribuem para o aumento da pressão arterial. “Os mais comuns são os genéticos e o comportamental: se você costuma exagerar no sal em sua alimentação e é sedentário, as chances de desenvolver um quadro de hipertensão aumentam, além de fatores como o tabagismo, o alcoolismo e o estresse”.

Hipertenso, o aposentado Davi Pinto, 75 anos, reclama do atendimento médico dado aos hipertensos na rede pública de saúde. “O governo não dá nenhum suporte para a gente. Mal oferece os medicamentos, que sempre faltam no posto de saúde. No posto que eu vou, há mais de três meses está faltando um remédio que eu tomo para a pressão”.

Para o administrador de empresas Jermerson Serrão, de 46 anos, aos poucos, a população está começando a ter hábitos mais saudáveis. “As pessoas estão prestando mais atenção à saúde. Estão comendo coisas mais saudáveis, indo para as academias e pensando mais no amanhã. Se cuidar direitinho hoje da saúde, garante uma velhice com menos visitas aos hospitais. Eu não tenho tempo para malhar, mas faço caminhada sempre que posso”.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) coordena uma campanha de conscientização em todo o país para reduzir o consumo de sal, açúcar, frituras, temperos prontos, derivados de leite integral, carnes gordurosas e alimentos industrializados, que contribuem para agravar a hipertensão.

DA Agencia Brasil

Domésticas são mais de 7 milhões no país e ainda buscam ampliar garantias trabalhistas

Uma em cada cinco brasileiras (19,7%) que fazem parte do população economicamente ativa é trabalhadora doméstica. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2009, mostram o peso da categoria, que soma 7,2 milhões de trabalhadores, mas segue marginalizada e sem a garantia de alguns direitos trabalhistas.
“No mundo todo, são 53 milhões de trabalhadores domésticos. Mas esse número é subestimado porque, na maioria dos casos, é um trabalho que se exerce de maneira invisível, informal e fora das garantias da legislação trabalhista”, aponta Laís Abramo, diretora da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil.
Integrantes de entidades que representam essas profissionais se reuniram em Brasília para analisar a situação da categoria, em comemoração ao Dia Nacional da Trabalhadora Doméstica, celebrado hoje (27). Um dos temas discutidos foi a Convenção Internacional sobre o Trabalho Decente para Trabalhadores Domésticos, aprovado em junho de 2011 pela OIT. O documento, que precisa agora ser ratificado pelos países-membros, prevê a aprovação de leis que garantam mais direitos à categoria. Até o momento, apenas o Parlamento do Uruguai confirmou a adesão.
“O Brasil já tem uma legislação relativamente avançada em comparação a outros países. Mas existem direitos que os outros trabalhadores têm que as domésticas não têm, entre eles uma jornada claramente delimitada. A convenção reforça a questão da valorização do trabalho doméstico e de que elas são membros da classe trabalhadora como qualquer outro”, explica Laís.
A ministra Eleonora Menicucci, chefe da Secretaria de Políticas para as Mulheres, disse que é um compromisso da presidenta Dilma Rousseff ratificar a convenção, mas antes é preciso aprovar leis que ampliem alguns direitos da categoria. “Eu não trabalho com a possibilidade de o Brasil não assinar a convenção”, disse. O governo federal criou um comitê para discutir as estratégias para enviar e aprovar o acordo no Congresso Nacional.
Um dos principais problemas que os trabalhadores domésticos enfrentam no país é a informalidade. Dados apresentados pela OIT indicam que menos de 30% das domésticas têm carteira assinada e, segundo Laís, boa parte ainda recebe menos do que o salário mínimo.
Aureana Damascena, de 33 anos, faz parte do sindicato da categoria no Piauí e conta que é muito comum atender a profissionais que ganham R$ 300 por mês – menos da metade do mínimo atual. Ela acredita que as trabalhadoras aceitam a baixa remuneração porque desconhecem seus direitos e têm vergonha da profissão.
“Acho que a discriminação ocorre entre as próprias domésticas, muitas têm vergonha de dizer que são. Eu nunca tive esse problema porque é uma profissão igual a outra”, opinou. Como muitas profissionais, Aureana saiu ainda criança da casa dos pais para morar com parentes para estudar, mas acabou assumindo as tarefas doméstica do novo lar em troca de comida e moradia.
“Fiquei na casa de uma tia até os 12 anos, depois saí para cuidar de criança e também não ganhava nada, era só em troca de roupas e estudo. Só com 16 anos é que comecei a trabalhar de verdade. Hoje sou doméstica profissional, com carteira assinada”, diz.
A presidenta da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), Creuza Oliveira, avalia que o fato de haver sindicatos da categoria em todo o país já mostra avanços importantes conquistados.
“Temos motivo para comemorar, mas precisamos continuar lutando. A mensagem que eu deixo para cada trabalhadora é que a gente não pode desistir jamais dos nossos sonhos. As trabalhadores domésticas são mulheres, são cidadãs e precisam buscar a cada dia o direito de se empoderar ainda mais”, defende.

Fonte de pesquisa Agencia Brasil

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Hoje tem Raça Negra em chapadinha

Vai acontecer hoje (26 de abril), apartir das 22:00 casa de shows Quadra do FAC, a apresentação da maior banda de pagode do Brasil, Raça negra que irá se apresentar pela 1ª vez na cidade de Chapadinha, o show faz parte da Tour Nordeste 2012, a banda se apresentou ontem na cidade de Teresina - Piaui e hoje é a vez de Chapadinha.

A produtora Marilene Pinheiro em entrevista a uma radio local disse que este show será a maior realização de sua carreira profissional, e afirma que o show do Raça negra será o show do ano em Chapadinha, a banda deve chegar a cidade por volta do meio dia.

O Raça Negra é um grupo de pagode formado na cidade de São Paulo em 1983.É um dos grupos pioneiros do desenvolvimento do pagode romântico, com um estilo de samba carregado de romantismo.

Liderado pelo vocalista Luiz carlos, seu início se deu na periferia da Zona Leste de São Paulo em 1983, com um trio. O grupo gravou seu primeiro disco (já com sete integrantes) em 1991, oito anos depois de ser criada. Lançando um disco a cada ano, emplacaram inúmeros sucessos como “Cigana”, “Doce Paixão” e “Cheia de Manias” e deu início à era do pagode, o samba paulista, que invadiria as rádios populares no início dos anos 90. Lançou mais de dezoito discos. O sucesso se manteve por boa parte da década

O Raça Negra é um dos maiores fenômenos de vendagem da história da musica brasileira, já tendo atingido a marca de mais de 30 milhões de cópias vendidas em 27 anos de carreira. A música "É tarde demais" está no Guinness (livro dos recordes) como a música mais tocada em 1 único dia no mundo.Entrou para o Guines Book tendo 600 execuções da música É tarde demais em um único dia. O Raça Negra abriu as portas para o sucesso de muitos grupos que vieram depois deles e beneficiou muito a carreira desses grupos e cantores já existentes.Somente o disco de1995 vendeu mais de 3 milhões de cópias somente em seu lançamento, pela música "É Tarde Demais".

Rio+20 é vitrine para Brasil mostrar desenvolvimento sustentável da economia, afirma presidente da Embrapa

O Brasil tem condições de aproveitar a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, para mostrar ao mundo que é possível conciliar crescimento econômico e sustentabilidade. A opinião é do presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Pedro Arraes, que vê o país como um exemplo na geração de tecnologias de baixo impacto ambiental.

“O Brasil tem todo um conhecimento técnico baseado em ciência e que pode nortear toda essa revolução que a gente precisa”, disse. “Mostrar para o mundo que é possível um país com toda essa pujança se desenvolver [de forma sustentável]”, completou o dirigente, no evento que comemorou os 39 anos da Embrapa.

A participação da Embrapa na Rio+20 é coordenada por Maurício Lopes, diretor executivo da empresa, que destaca o valor da revolução alimentar alcançada pelo Brasil. “Nos anos 60, não éramos um país muito seguro do ponto de vista alimentar. Hoje, o Brasil se projeta como um grande produtor. E é isso que temos de mostrar: a capacidade brasileira de que é possível sair da situação de dependência para a posição de independência.”

No evento que comemorou o aniversário de criação da empresa, a Embrapa divulgou seu balanço social. Conforme o documento, para cada real aplicado pelo governo federal na Embrapa, em 2011, foram gerados R$ 8,62 para a sociedade. Esse retorno é calculado com base nos benefícios recebidos pelo produtor, além da geração de emprego e renda.
Por amostragem, a Embrapa atestou ainda que, em 114 tecnologias e 163 cultivares desenvolvidas, foram gerados 75 mil novos empregos em 2011. De acordo com o presidente da Embrapa, o objetivo da empresa é, cada vez mais, fazer parcerias com a iniciativa privada, para aumentar essa performance. “O nosso futuro é ser um ativo tecnológico”, disse Pedro Arraes.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

4ª CI de Chapadinha lança seu Blog

Apartir de hoje (25 de abril), a 4ª Companhia PM Independente de Chapadinha, lança o seu Blog, segundo o Comandante da unidade Major Edvaldo Mesquita, a criação do Blog é mais uma inovação que a 4ª CI está aplicando na sua forma de Policiamento comunitário.

O uso do blog será para divulgar as ações desempenhadas pela Unidade Policial Militar, a 4ª CI compreende 17 municipios da região do baixo parnaiba, e será através do Blog a divulgação das atividades, essa é mai uma novidade da 4ª CI.

O gerenciamento do Blog será feito pelo Comando da 4ª CI, juntamente com a 5ª Seção (comunicação), o blog visa interagir a comunidade com a Policia Militar do Maranhão, na busca de uma melhor forma de desenvolver o Policiamento Comunitário.

O endereço para acesso: 4cichapadinha.blogspot.com, o nome do Blog: Blog da 4ª CI Chapadinha, agora a comunidade já pode usar de mais esta ferramenta, para obter informações, bem como, fazer denuncias, reclamações e sugestões. 

STF julga constitucionalidade do sistema de cotas raciais

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga hoje (25) a constitucionalidade da reserva de vagas em universidades públicas com base no sistema de cotas raciais, na Universidade de Brasília (UnB). Segundo a ação, ajuizada pelo Democratas (DEM), estão sendo violados diversos preceitos fundamentais fixados pela Constituição de 1988, como a dignidade da pessoa humana, o preconceito de cor e a discriminação, afetando o próprio combate ao racismo. O relator do caso é o ministro Ricardo Lewandowski.

O DEM alegou ainda que vão ocorrer "danos irreparáveis se a matrícula se basear em cotas raciais, a partir de critérios dissimulados, inconstitucionais e pretensiosos". Para o partido, fica caracterizada "ofensa aos estudantes preteridos" e, por isso, ele pede resposta urgente do Supremo.

A UnB foi a primeira universidade federal a instituir o sistema de cotas, em junho de 2004. Atos administrativos e normativos determinaram a reserva de cotas de 20% do total das vagas oferecidas pela instituição a candidatos negros (entre pretos e pardos).

A ação afirmativa faz parte do Plano de Metas para Integração Social, Étnica e Racial da UnB e foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. No primeiro vestibular, o sistema de cotas foi responsável por 18,6% dos candidatos. A eles, foram destinados 20% do total de vagas de cada curso oferecido. A comissão que implementou as cotas para negros também foi responsável pelo convênio entre a UnB e a Fundação Nacional do Índio (Funai), firmado em 12 de março de 2004.

Há pelo menos outras três ações sobre o mesmo tema no STF. A diversidade de opiniões sobre o sistema de cotas no ensino motivou uma série de audiências públicas no STF em março de 2010. Durante três dias, cerca de 40 especialistas da área defenderam os pontos positivos e negativos da ação afirmativa.

O ministro Lewandowski acolheu pedidos de participação no julgamento, na condição de amigos da Corte (amici curiae), da Defensoria Pública da União, Fundação Nacional do Índio (Funai), do Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara), Movimento Pardo-Mestiço Brasileiro (MPMB), da Fundação Cultural Palmares, do Movimento Negro Unificado (MNU) e da Educação e Cidadania de Afrodescentes e Carentes (Educafro).

Este será o primeiro julgamento em plenário da gestão do ministro Ayres Britto, que tomou posse na Presidência do STF na última quinta-feira (19). A ação sobre cotas raciais é o terceiro processo polêmico a ser julgado em menos de um mês. Nas semanas anteriores, a Suprema Corte autorizou a antecipação do parto em caso de fetos anencéfalos e iniciou o julgamento sobre a titulação de terras quilombolas.

Além do sistema de cotas, o Programa Universidade para Todos (Prouni), alvo de ação direta de inconstitucionalidade (Adin) apresentada pelo DEM, e o recurso de um estudante do Rio Grande do Sul que se sentiu prejudicado pelo sistema de cotas de seu estado estão na pauta do STF.

Com Informações da Agencia Brasil

SEMA realiza Audiência pública, para a implantação da SUZANO Energia Renovavél em Chapadinha

Acontece  hoje dia 25 de abril, a partir das 19 horas, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão (SEMA) realiza audiência pública referente à instalação da unidade industrial da Suzano Energia Renovável na cidade de Chapadinha (MA). A solenidade acontece no Ginásio da Escola O Pequeno Príncipe, no Centro do município.

O evento é aberto ao público e haverá transporte gratuito para os interessados em participar. Os ônibus sairão da Igreja Matriz de Urbano Santos e de São Benedito do Rio Preto no próprio dia 25, às 17 horas.

Audiência Pública
Data: 25.04.12
Horário: 19 horas
Local: Ginásio da Escola O Pequeno PríncipeEndereço: Rua Comércio, 797 – Centro – Chapadinha (MA)
 
Com informações do Blog do William fernandes

terça-feira, 24 de abril de 2012

Luto na imprensa maranhense

Pelo assassinato covarde do companheiro DÉCIO SÁ. Os seis tiros disparados à queima-roupa que assassinaram o jornalista em um restaurante Estrela do Mar situado na Avenida Litorânea são uma afronta não apenas à liberdade de expresão, mas a outras muitas liberdades.

O assassinato covarde de Décio Sá tem forte relação com a sua atividade profissional. Autoridades Maranhneses é inaceitável que ainda tenhamos crimes de pistolagem e de encomenda em nosso Estado. A polícia tem a obrigação moral de desvendar o assassinato brutal e covarde do colega Décio Sá.

Engana-se quem pensa que jornalista não tem medo. O medo faz parte da atividade cotidiana na coleta e divulgação da informação. A sensação de insegurança movimenta cada passo em busca dos fatos. Medo que só aumenta quando se vê a incapacidade diante da covardia, da violência. Mas o medo não pode prevalecer.

A morte des grande profissioanl não pode ficar sem respostas, tenho certesa que um fato desta natureza tem a intenção de amedrontar a aqueles que trabalham com a verdade, doendo a quem doer, o exemplo deixado por Décio Sá, vai ser o alimento para que jornalista, blogueiro, radialista de verdade continue exercendo o seu trabalho com mais vigor.


Comissão de juristas altera tipificação do crime de enriquecimento ilícito em anteprojeto do novo Código Penal

da Agência Brasil
A comissão de juristas que está elaborando o anteprojeto de reforma do Código Penal decidiu ontem (23) que incluirá no texto mudanças sobre a tipificação do crime de enriquecimento ilícito.

Atualmente, o agente público pode sofrer sanções penais apenas se a Justiça ou a investigação policial comprovarem que ele enriqueceu de forma irregular. Pela proposta aprovada hoje pelos juristas, será possível presumir o enriquecimento ilícito se o aumento do patrimônio for incompatível com a renda e o acusado não conseguir comprovar a origem legal dos recursos.

A pena prevista pelos juristas para esse tipo de crime será de um a cinco anos. Na defesa da proposta, o presidente da comissão, ministro Gilson Dipp, lembrou que o Brasil já é signatário de acordos para a criação de leis anticorrupção que preveem esse tipo de artigo.

A comissão de juristas trabalhará no anteprojeto de reforma do Código Penal até o fim de maio. Depois, o texto será entregue ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para que comece a tramitar no Congresso na forma de projeto de lei. A partir daí, a matéria poderá sofrer alterações propostas pelos senadores e pelos deputados antes de ser finalmente aprovada.

Se a moda pegar a cidade de Chapadinha vai ter muita gente com dor de cabeça, por que nestas bandas o que tem de pessoas que usam deste artificio, é bricadeira.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

O mau exemplo de quem deveria dar o Exemplo

Tenho visto por várias vezes um monte de atrocidades no trânsito de Chapadinha, e quando esses desrespeitos são cometidos por quem tem a obrigação de ser o exemplo, ai a coisa fica mais sem sentido ainda, e como um cidadão eu não posso aceitar estas atitudes sem que que eu faça a minha parte, o que aliás deveria ser feito por toda a sociedade.

Tenho presenciado por várias vezes funcionários da 6ª Ciretran situada em Chapadinha, chegando para o trabalho em suas motocicletas sem o uso de capacete, este fato eu já vi por muitas vezes, isso fico meio que sem sentido as ações dos agentes de trânsitos de Chapadinha, só é valido para as outras pessoas, por que alguns funcionarios daquela instituição pública não usam este equipamento, convém afirmar que é uma pequena minoria que faz este tipo de transgressão, a grande maioria usam os equipamentos.

Outro exemplo são alguns professores que em sala de aula ensinam aos seus alunos de que quando andarem em motocicletas tem que usar capacetes, e os mesmo vão até suas escolas sem o uso deste equipamento, as vezes entregam seus veiculos aos seus filhos menores de idades, como se fosse a coisa mais normal do mundo.

É comum na cidade de Chapadinha alguns funcionários públicos andarem transitando nas ruas de nossa cidade sem equipamentos de uso obrigatório, e quando são abordados pelos agentes de trânsitos sempre usam a mesma desculpa "eu só ia aqui bem pertinho, tou indo na farmacia comprar medicamentos" dentre outras, e alguns são ainda mais audaciosos e dizem; "pode levar amanhã eu tiro, ou então fulano de tal vai tirar para mim daqui a pouco". Esse tipo de atitude desmotiva os profissionais que estão desempenhando suas funções.

Pub em: 

Programa de ensino vai levar 20 mil estudantes ao exterior ainda este ano, diz presidenta

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (23) que o programa Ciência sem Fronteiras deve levar, ainda este ano, 20 mil estudantes ao exterior para cursos de graduação, doutorado e pós-doutorado. O programa está com inscrições abertas até a próxima segunda-feira (30), com bolsas de estudo em países como o Canadá, a Bélgica, Portugal e a Espanha. A meta do governo é selecionar 101 mil estudantes até 2014.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma avaliou o Ciência sem Fronteiras como uma das iniciativas mais importantes do governo. Ela lembrou que os estudantes selecionados terão contato com o que há de mais avançado em ciência e tecnologia. Os cursos escolhidos devem ser nas áreas de ciências exatas, ciências médicas, ciência da computação e engenharia.

“Quando esses estudantes voltarem, vão trazer conhecimento para aplicar aqui no Brasil e vão ajudar a nossa indústria e o governo a fazer tecnologias novas e a provocar processos de inovação dentro das empresas”, disse.

Segundo ela, o país já conta com quase 3.700 estudantes no exterior iniciando os cursos. Até o fim de abril, a meta é selecionar 10.300 bolsistas e, até junho, mais 6 mil bolsistas, totalizando 20 mil alunos beneficados.

A presidenta explicou que, para ser escolhido, o estudante deve conseguir mais de 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Uma premiação nas chamadas olimpíadas do conhecimento também pode ajudar a garantir uma vaga. É preciso ainda falar o idioma do país e ter boas notas, já que as universidades estrangeiras têm um processo interno de seleção bastante rigoroso.

“O critério de escolha do Ciência sem Fronteiras é o do mérito, que leva em conta o desempenho e o esforço do estudante. Com isso, estamos abrindo oportunidade a todos, inclusive para aqueles alunos de famílias pobres e que jamais conseguiriam pagar os custos de estudar no exterior”, concluiu.

Da Agencia Brasil

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Começa hoje o Metal Open AIR

Depois de tanta espera os amantes do rock pesado terão a oportunidade de curtir este grande festival, muitos chapadinhenses estão indo para São Luis afim de curtir o festival, já que um evento deste porte é a primeira vez que acontece, o blog Sala Vipp, vai fazer parte desta comitiva.

A Negri Concerts, em parceria com a CKConcerts e Lamparina Produções anuncia a programação final, com dias, horários, palcos e todas as bandas que tocam no METAL OPEN AIR. Em relação ao que foi divulgado anteriormente, há alterações na programação. A organização do festival prometeu um total de 40 atrações e surpreendeu, anunciando um total de 46 bandas. Por essa razão, o METAL OPEN AIR começa sua programação mais cedo: as atrações têm início às 10h30 nos dias 20 e 22 e às 11h15 no dia 21 de abril.

A outra novidade é o funcionamento do clube EL DIABLO na parte da manhã, com entrada gratuita. Isso porque várias atrações utilizarão o palco do clube para se apresentarem. Depois disso, o clube funcionará somente após o final dos headliners, e será cobrada a entrada de R$ 35 para a programação com o Fetish Dolls, grandes bandas do rock nacional, bar noturno e muita diversão.

Confira abaixo a programação completa do METAL OPEN AIR:


DIA 20/4

PALCO RONNIE JAMES DIO
10:30 – HEADHUNTER DC
12:00 – HANGAR
14:15 – ALMAH
16:45 – SHAMAN
19:15 – DESTRUCTION
22:00 – SYMPHONY X

PALCO CLIFF BURTON
11:15 – DARK AVENGER
13:00 – EXCITER
15:30 – ORPHANED LAND
18:00 – ANVIL
20:30 – EXODUS
23:45 – MEGADETH

PALCO EL DIABLO
10:30 – TERRA PRIMA
11:15 – ÂNSIA DE VÔMITO
12:00 – DROWNED
APÓS MEGADETH: Fetish Dolls e FÚRIA LOUCA

DIA 21/4
PALCO RONNIE JAMES DIO
11:15 – OBSKURE
13:00 – LEGION OF THE DAMNED
15:30 – GLENN H.
18:00 – UDO
20:30 – BLIND GUARDIAN
23:45 – ROCK N ROLL ALLSTARS

PALCO CLIFF BURTON
12:00 – STRESS
14:15 – KORZUS
16:45 – ANDRE MATOS
19:15 – GRAVE DIGGER
22:00 – ANTHRAX

PALCO EL DIABLO
11:15 – EXPOSE YOUR HATE
12:00 – ÁCIDO
APÓS ROCK N ROLL ALL STARS: Fetish Dolls e CARRO BOMBA

DIA 22/4
PALCO CLIFF BURTON
10:30 – ATTOMICA
12:00 – MATANZA
14:15 – TORTURE SQUAD
16:45 – RATOS DE PORÃO
19:15 – FEAR FACTORY
22:00 – SAXON

PALCO RONNIE JAMES DIO
11:15 – MOTOROCKER
13:00 – OTEP
15:30 – OBITUARY
18:00 – DIO DISCIPLES
20:30 – ANNIHILATOR
23:45 – VENOM

PALCO EL DIABLO
10:30 – MEGAHERTZ
11:15 – UNEARTLHY
12:00 – SEMBLANT
APÓS VENOM: Fetish Dolls e BARANGA

Mobilização popular é uma das principais diferenças entre Rio 92 e Rio+20, diz diplomata

O embaixador aposentado Flávio Perri, que coordenou a Rio 92 - a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento - disse que uma das principais diferenças entre o encontro e a nova Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que ocorrerá em junho próximo no Rio, é que àquela época não havia uma mobilização popular como existe atualmente.

“A característica da Rio+20 é que não são apenas os governos, os presidentes e chefes de Estado que vão participar e assinar um documento principal. É toda a opinião pública”. Ele destacou que, pela primeira vez, o evento será transmitido em tempo real pela internet para todo o mundo. “Milhões de pessoas vão ver o que se passa no Rio”. Essa distinção é muito importante, disse Perri, porque dá uma característica participativa à Rio+20.

Outra diferença entre as duas conferências, segundo o diplomata, é que não havia, em 1992, o conceito de desenvolvimento sustentável como existe hoje. Ele lembrou que esse conceito foi enunciado pela primeira vez no Relatório Brundtland, resultado de uma comissão independente constituída sob o comando da ONU e chefiada pela primeira-ministra da Noruega, Gro Harlem Brundtland. Apresentado em 1987, o relatório Nosso Futuro Comum propõe o desenvolvimento sustentável, que “atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas necessidades”.

“Foi a primeira vez que a comunidade internacional admitiu esse conceito”, observou Perri, acrescentando que ele se consagrou na Rio 92. Segundo o diplomata, pela primeira vez esse conceito “qualificou o substantivo desenvolvimento com o adjetivo sustentável e não reduziu a perspectiva de desenvolvimento”. Ele explicou que, ao contrário, deu mais segurança ao processo de desenvolvimento, “para que ele se mantenha contínuo e permita que sejam produzidos bens que tragam bem-estar e vida digna para os seres humanos”.

Perri deixou claro, porém, que o conceito de desenvolvimento sustentável necessita do planeta e de tudo que ele possa fornecer para ser transformado em bens. “O desenvolvimento depende do planeta. E para que ele continue verdadeiro e contínuo, é preciso que haja a sustentabilidade dos insumos que oferece”.

O embaixador aposentado destacou que a conferência Rio+20 já parte desse conceito, que é bem aceito e reconhecido pela opinião pública e objeto de interesse de governos, empresas, indivíduos e grupos sociais.

Outra diferença é que a Rio 92, também chamada Cúpula da Terra, vinha negociar uma agenda com foco preciso. Chefes de Estado de todo o mundo foram ao Rio naquele ano para negociar os tratados sobre biodiversidade e clima e a Agenda 21, que Perri definiu como um modelo de convivência humana e de governabilidade firmado em 1992. “A meu ver, esse é um instrumento central, resultante da Rio 92”.

Ele comentou que a Rio+20, ao contrário, foi convocada “sem que houvesse uma linha de chegada, como havia na outra (conferência)”. Referiu-se a uma negociação que resulte na assinatura de um tratado específico. Segundo Flávio Perri, o que a Rio+20 terá é uma declaração, que poderá ser muito importante se indicar novos rumos para o desenvolvimento sustentável “até o fim do século ou além”.

O coordenador da Rio 92 avaliou que o rascunho da conferência, chamado documento zero, foi produzido a partir de sugestões dos governos e está ainda recebendo indicações informais a respeito desse novo rumo de desenvolvimento que deve ser seguido pelas nações. “É uma nova forma de encarar o processo de desenvolvimento, que deve ser sustentável, respeitando os bens oferecidos pelo planeta como insumos para a produção”.

Perri deixou claro, entretanto, que a conferência não pode decidir as modificações, mas somente indicar o caminho, de maneira que a produção condicione um consumo também diferenciado. “Esse é um ponto essencial na percepção do que poderá vir da conferência. É uma revisão dos métodos de produção, dos critérios para qualificá-la e também do consumo”. Para o coordenador da Rio 92, a nova conferência da ONU tem de estabelecer um patamar que torne possível a sobrevivência do planeta, que tem hoje cerca de 7 bilhões de habitantes.

Ele disse que ao reconhecer e respeitar os limites do planeta, será mais fácil balizar a produção que devemos ou podemos tirar, em termos de bens e insumos oferecidos, para a nossa sobrevivência. “O que não é justo é que continuemos a explorar os insumos do planeta – minerais, animais e vegetais – em prejuízo de futuras gerações”, advertiu.

Esse é o novo modelo de ver a organização da sociedade. Isso significa também, apontou Perri, novas maneiras de articular as atividades dentro da sociedade, partindo dos governos e enviando mensagens à ação social. “Por aí, vamos chegar talvez a um documento que poderá ter impacto e que irá encerrar a conferência”.

Flavio Perri aposentou-se da diplomacia em 2009. Atualmente, é membro da Sociedade Nacional de Agricultura e da Academia Nacional de Agricultura.

Da Agencia Brasil

Cinema brasileiro terá lugar de honra no Festival de Cannes, na França

O cinema do Brasil será o principal homenageado, como convidado de honra, do 65º Festival de Cannes, na França, de 16 a 27 de maio. A decisão foi anunciada pelo diretor do festival e responsável pela programação de filmes do evento, Thierry Frémaux. O cineasta Nelson Pereira dos Santos, de 84 anos, deverá receber uma homenagem durante o festival.

O filme A Música segundo Tom Jobim, de Nelson Pereira dos Santos, será exibido em uma sessão especial. "O filme de Santos é uma homenagem a Jobim, o criador da bossa nova", disse Frémaux, referindo-se ao trabalho que conta a trajetória e a forma de criar de Antonio Carlos Jobim por meio da música e do pensamento do compositor.

Frémaux citou ainda diretores brasileiros, como Cacá Diegues, que representa o chamado Cinema Novo com fillmes clássicos - Xica da Silva e Quilombo -, além de Ruy Guerra, que dirigiu Ópera do Malandro e Os Deuses e os Mortos, entre outros.

No Festival de Cannes, o Brasil foi destaque com o longa metragem de Walter Salles, Na Estrada, baseado no livro On the Road, e Glauber Rocha com Terra em Transe e O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

A falência do esporte em Chapadinha

Chapadinha sempre uma cidade com uma vocação esportiva, lembro com muitas saudades que a nossa cidade foi uma grande praça esportiva, várias modalidades esportivas eram praticadas por estas bandas, e fico triste em ver que a cidade aumento de tamanho populacional e diminuiu a prática esportiva. Paralelo a isso a marginalidade aumento em mais de 800%, usuarios de drogas aumentaram assustadoramente, dentre outros delitos.

Nas salas de aula, nas quadras, nos seminários, encontros e debates, o esporte está sempre na pauta das discussões. Sejam essas de cunho informal, como a que observamos nos comentários e análises dos torcedores brasileiros após um intenso final de semana esportivo; ou revestido de um caráter mais formal, onde as análises são mais aprofundadas, com o intuito de entender determinado fato esportivo ou o seu influxo no dia a dia. Nessas discussões, geralmente, o tema "esporte" gira em torno de questões, como:
- O esporte é o ópio do povo?
- O esporte é capaz de promover, naquele que o pratica, uma certa consciência crítica, ou ele, por si só, da forma como se encontra estruturado, é um elemento a mais a forjar indivíduos aptos a exercerem os seus papéis frente ao nosso sistema econômico?
- A quem serve o esporte?
- É o esporte um instrumento de transformação ou de dominação?

Todas essas e outras indagações permeiam atualmente as discussões sobre o esporte entre aqueles que estão preocupados com o rumo do mesmo na cidade de Chapadinha, e principalmente no interior das escolas Chapadinhenses - sejam elas públicas ou privadas.

Cabe explicitar que, este artigo, não tem a intenção de responder a todas essas perguntas e, tampouco, esgotar as questões supra-citadas mas, apenas, evidenciar alguns elementos, no intuito de contribuir para as discussões pertinentes ao esporte, bem como propor alguns conteúdos temáticos, no sentido de redimensionar a nossa práxis, levantando algumas considerações a respeito da nossa ação no contexto como sociedade.

Os esportitas estão orfãos por falta de prática esportivas, quantas saudades daqueles campeonatos de futebol que tinham a participação de grandes times: Real Brasil, Tiradentes, Nacional, Bom Jesus, Sport, Atalanta, cantareira, Guarani, Boa Vontade, Associação da Boa Vista, Santa Cruz, América, Curitiba dentre outros, o Voley que tinha os Clubes Jupec, BVVC, Tnt Dinanmite, AJVC e Radical, Artes marciais eram bastante praticadas principalmente o Karaté com os Professores Neneu, Mathias, Josealdo, e hoje eu fico triste em ver que nada disso mais existe em nossa cidade.

A falencia do futebol deu-se principalmente com a criação do Chapadinha Futebol Clube, que depois de muito investimento, sucumbiu e só conseguiu colocar o nome de Chapadinha com o vexame protagonizado diante do Viana, Este é um ano de eleições, dai eu pergunto quando vão terminar a construção do ginásio de chapadinha, um Elefante branco com duas decadas de construção, e nunca terminado, onde estão os nossos governantes.

Gostaria de saber de nosso representante na assembleia legislativa do Maranhão, a nossa prefeita o que está sendo feito para que este ginásio seja entregue a população de nossa cidade, por que o Ministério público de Chapadinha ainda não interveio nesta situação, até quando esta cidade vai ficar sem locais para a prática esportiva, será que o esporte de Chapadinha está realmente falido? 

Mais de 10 milhões entregaram declaração do IR faltando 13 dias para fim do prazo

A 12 dias do fim do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2012, ano-base 2011, o número de contribuintes que enviaram o documento à Receita Federal ultrapassou a marca de 10 milhões.

De acordo com o último balanço divulgado pelo órgão, 10.377.012 declarações foram recebidas até as 16h de ontem (17). O total, no entanto, representa apenas 41% dos 25 milhões de declarações esperadas para este ano.

A entrega do IRPF 2012 começou em 1º de março e termina em 30 de abril. O contribuinte que não entregar a declaração no prazo terá de pagar multa de R$ 165,74 ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

O programa gerador do documento está disponível na página da Receita Federal na internet. No mesmo endereço, o contribuinte pode baixar o programa Receitanet, necessário para transmitir a declaração ao Fisco.

Estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam mais de R$ 23.499,15 em rendimentos tributáveis em 2011, o que significa R$ 1.807,63 por mês, incluindo o décimo terceiro. Também deve declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Deve ainda preencher a declaração quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital em alienações de bens ou direitos, quem realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas ou quem obteve receita bruta com a atividade rural superior a R$ 117.495,75.

Petrobras admite intenção de aumentar preço de combustíveis nos próximos meses

da Agência Brasil

A presidenta da Petrobras, Graça Foster, admitiu hoje (17) que a estatal tem intenção de aumentar o preço dos combustíveis nos próximos meses. Em evento no Rio de Janeiro, Graça Foster afirmou que o patamar do preço internacional do petróleo está mais alto do que em anos anteriores.

“Há claramente uma mudança no patamar de preços neste horizonte de 2012. Em algum momento, a expectativa é que tenhamos reajuste no preço de combustíveis. Se é em um mês, dois, três ou seis, eu não sei”, disse.

Nos últimos anos, a Petrobras tem justificado a manutenção do preço dos combustíveis negociados pela estatal por conta da política da empresa de não repassar a volatilidade do preço internacional para o mercado doméstico.

Segundo a empresa, o combustível só é reajustado quando um novo patamar no mercado internacional é detectado. No entanto, essa política resultou em prejuízo para a empresa no ano passado.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Chapadinha uma cidade em plena metamorfose

Aconchegada no centro da região do Baixo Parnaiba, Chapadinha é uma cidade surpreendente que evolui entre as estações e as paixões. Fundada há 74 anos, é uma cidade relativamente jovem combina a riqueza de um património único, uma vida cultural em evolução, e o mais importante uma gente amiga e acolhedora…

A cidade de Chapadinha atualmente combina com a Musica do eterno Raul Seixas, uma Metamorfose,  ontem quando estava passando pelo centro comercial de nossa cidade, observei o quanto Chapadinha é necessário para toda esta região, não só por ser uma cidade Polo, mas também por ter a melhor rede comerciaria desta cidades, a força do comércio local é uma crescente, e a cada dia que se passa força cresce e se torna um referencial para Chapadinha.

Ontem dei umas voltas pelo centro da cidade e aproveitei para dar uma passada pelas bandas da Camara municipal, ali na praça Cel Luis Vieira, afinal é lá que está o foco das fofocas política. Fiquei meio espantando com o elevado número de pessoas que estão comentando sobre a politica local, esse fato não é normal de se ver.

Vi que muitos não estão satisfeito com o modelo de administração que a cidade vem sendo submetida, a grande maioria é enfática em dizer que a cidade está em plena transformação, grandes empresas chegando por aqui, mas a estrutura da cidade ainda não é satisfatória, e por este motivo a cidade está sendo transformada, ou seja as suas caracteristicas mudadas, o que de certo modo pode bom ou ser ruim.

Este ano terá nova eleição para prefeitura, e como as coisas estão acontecendo, as mesmas táticas de politicagens estão sendo aplicadas, eu sinceramente esperava que os politicos locais sofressem esta metamorfose que a cidade de Chapadinha está sofrendo, mais é o contrário ta havendo uma regresão, muitos ainda pensam que estão na epoca do coronelismo, é uma pena que somente a cidade esteja sofrendo esta metamorfose.

Em 2009 e 2010 ocorreram 964 greves no país, segundo levantamento do Dieese

Nos anos 2009 e 2010 ocorreram 964 greves no país, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Foram 518 greves em 2009 e 446 em 2010. Os números são os maiores da última década, superando o total de greves ocorrido em 2008 (411 greves). Os dados foram divulgados ontem (16).
O Dieese utilizou a base de dados do Sistema de Acompanhamento de Greves, desenvolvido e mantido pelo próprio departamento e que reúne informações das greves desde 1978. O sistema é abastecido com notícias sobre greves veiculadas em jornais impressos e eletrônicos e da imprensa sindical.
Segundo o Dieese, o número de greves de trabalhadores em 2009 foi maior na esfera privada (266) do que na pública (251). Em 2010, o número de greve em empresas privadas (176) foi menor do que no funcionalismo público e nas estatais (269). Houve uma greve que envolveu os dois segmentos em ambos os anos.
Em 2009, o total de horas paradas chegou a 34.730, a maior parte delas na esfera pública (25.316 horas). Já em 2010, o total de horas paradas alcançou 44.910 horas, dos quais 38.085 horas no setor público. O Dieese disse que essa discrepância entre os setores público e privado se deve à ausência de regulamentação da negociação coletiva de trabalho no setor público e também ao fato de que, na esfera pública, as negociações são geralmente mais complexas, já que envolvem vários órgãos e instâncias de poder.
Em geral, a motivação para a paralisação foi por melhores salários com 266 greves em 2009 e 214 em 2010, seguida pela reivindicação de plano de cargos e salários e auxílio-alimentação. Para o Dieese, houve queda significativa no número de greves por causa de demissões, que passou de 41 paralisações em 2009 para oito, em 2010.
Segundo o estudo, o número total de greves ocorrido em 2009 pode estar na crise econômica mundial, que afetou principalmente a indústria. “O ambiente econômico adverso e marcado por grande incerteza ensejou greves de caráter mais defensivo contra demissões em massa e tentativas de flexibilização – ou descumprimento - de direitos e condições de trabalho”, diz o estudo. Em 2010, a recuperação da economia repercutiu na redução do número de greves, principalmente na indústria.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Literatura marginal ganha espaço e conquista leitores, principalmente jovens

Como um retrato autêntico da vida nas periferias brasileiras, a literatura marginal vem ganhando espaço e conquistando leitores, principalmente os jovens.

“A literatura que eu escrevo vem de ruas que os anjos não frequentam, de pessoas que não têm voz”, diz o poeta Sérgio Vaz, referindo-se à expressão literária e estética da periferia. O tema foi destaque de um ciclo de debates realizado hoje (15), na 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura, em Brasília, que reuniu escritores como Vaz, Ferréz e o rapper GOG.

Autor de coletâneas de poemas que tratam do cotidiano da periferia de São Paulo, Vaz conta que se engajou nesse tipo de literatura por ser revoltado com a vida. Para ele, os livros sobre a realidade das “quebradas” mostram como as pessoas da periferia estão se tornando protagonistas de sua própria história. “Antigamente, as pessoas escreviam sobre a gente, eramos coadjuvantes. Hoje, somos nós que contamos a nossa história. A literatura é uma arte como outra qualquer e tem compromisso social.”

Há mais de dez anos, Vaz criou o Cooperifa, um projeto social que busca disseminar a leitura entre as pessoas de comunidades de São Paulo. Durante o ano, são realizados saraus, oficinas e outras atividades culturais. Atualmente, 150 pessoas estão engajadas no projeto. “Começamos a dar uma função social para a literatura por meio da oralidade. Nós fazemos a gentileza de recitar, e a pessoa faz a gentileza de ouvir. É uma ferramenta para chegar ao livro.”

A professora Aline Evangelista Martins acompanhou a evolução do sarau da Cooperifa, em São Paulo e o modo como os livros que tratam da realidade do gueto vem impactando as comunidades. “O grande mérito no trabalho deles [de escritores de literatura marginal] é a democratização da leitura, da imagem do leitor, da quebra de estereótipo. [Eles] conseguem ampliar bastante as possibilidades e formar leitores onde muitas vezes a gente não consegue.”

A literatura marginal, que tem forte ligação com a cultura do rap e do hip hop, está atraindo cada vez mais os jovens. O estudante brasiliense Fernando Borges, de 16 anos, viu na literatura uma forma de melhorar o comportamento e mudar de vida. “Eu bagunçava muito na escola, por isso, a professora me passou alguns contos do Ferréz [escritor de literatura marginal], e eu me inspirei. Tomei gosto pela leitura, porque, antigamente, eu não gostava de ler.”

Morador da Cidade Estrutural, no Distrito Federal, Fernando tornou-se escritor e deve lançar um livro com textos, poesias e letras de música ainda neste ano. “Vai ser voltado para a literatura marginal, para o cotidiano da periferia. Quero que as pessoas leiam mais a literatura periférica”, disse.

Para o rapper e escritor Genival Oliveira Gonçalves, conhecido como GOG, a literatura periférica põe o jovem em papel de destaque.

“Mostra que ele [o jovem], muitas vezes dá motivo para que o sistema o enquadre, mas também que ele tem possibilidade de escrever a história. A sabedoria de rua é o nosso grito de guerra, a nossa visão.”

Da agencia brasil

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Cidades da Copa devem ter telefonia 4G até dezembro do ano que vem

As operadoras que vencerem o leilão da faixa de frequência de 2,5 giga-hertz (GHz), que será destinada à telefonia de quarta geração (4G), deverão oferecer o serviço a todas as cidades que serão sedes da Copa das Confederações até abril do ano que vem e para todas as sedes e subsedes da Copa do Mundo até dezembro de 2013. As regras para o leilão, que deve ser realizado no início de junho, foram aprovadas hoje (12) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Todas as capitais do país e os municípios com mais de 500 mil habitantes terão a tecnologia 4G até dezembro de 2014. As cidades com mais de 200 mil habitantes serão contempladas em dezembro de 2015 e as com mais de 100 mil habitantes, até dezembro de 2016. Os municípios que tem entre 30 e 100 mil habitantes serão atendidos até dezembro de 2017.

Nos pequenos municípios, as operadoras poderão utilizar a infraestrutura já existente para oferecer banda larga, mas ainda com a tecnologia de terceira geração (3G). “Estamos passando a mensagem de que investir vale a pena. Porque aqueles que já fizeram investimentos vão poder utilizar a sua infraestrutura”, disse o relator da proposta, conselheiro Marcelo Bechara.

A proposta do edital foi colocada em consulta pública em janeiro e recebeu 2011 contribuições. O relator propôs a divisão de uma das subfaixas que será licitada em dois blocos, o que, segundo ele, vai aumentar a competitividade da licitação.

As empresas que vencerem o leilão das faixas destinadas à telefonia 4G deverão usar pelo menos 60% dos equipamentos fabricados no país em suas redes entre 2012 e 2014. Nos dois anos seguintes, o percentual dos investimentos em aquisição de bens e produtos com tecnologia nacional passa para 65% e, entre 2017 e 2022, para 70%.

Na mesma licitação, também será oferecida a faixa de 450 mega-hertz (MHz), para a oferta de telefonia em áreas rurais. Até junho de 2014, as operadoras deverão atender a 30% da demanda, em dezembro a exigência passa para 60% e até dezembro de 2015, todas as áreas rurais devem ser atendidas. Além dos serviços de telefonia e internet para as residências, as operadoras também deverão oferecer internet nas escolas da área rural.

Pelas regras do edital, a Anatel vai leiloar primeiro as faixas para a zona rural e, se não houver interessados, elas serão atreladas ao leilão da faixa de 2,5 GHz. As operadoras que ganharem a licitação da telefonia de 4G deverão cumprir as metas para a telefonia rural.

Anencefalia: STF aprova interrupção da gravidez

Por 8 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu autorizar a mulher a interromper a gravidez em casos de fetos anencéfalos, sem que a prática configure aborto criminoso. Durante dois dias de julgamento, a maioria dos ministros do STF considerou procedente ação movida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS), que tramita na Corte desde 2004.

Último ministro a se manifestar, o presidente do STF, Cezar Peluso, votou contrariamente à interrupção da gravidez. O outro voto contrário foi o do ministro Ricardo Lewandowski. Para Peluso, não se pode impor pena capital ao feto anencefálico, “reduzindo-o à condição de lixo”.

Segundo o ministro, o feto, portador de anencefalia ou não, tem vida e, por isso, a interrupção da gestação pode ser considerada crime nesses casos. “É possível imaginar o ponderável risco que, se julgada procedente essa ação, mulheres entrem a pleitear igual tratamento jurídico na hipótese de outras anomalias”.

Os ministros Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Carlos Ayres Britto e Gilmar Mendes e Celso de Mello se posicionaram a favor da ação. O ministro Antonio Dias Toffoli se declarou impedido de votar, porque quando era advogado-geral da União (AGU) posicionou-se favorável à interrupção. Por isso, dos 11 ministros da Corte, somente dez participaram do julgamento.

Os sete ministros favoráveis acompanharam a tese do relator, Marco Aurélio Mello. Ele considerou que a mulher que optar pelo fim da gestação de anencéfalo (malformação do tubo neural, do cérebro) poderá fazê-lo sem ser tipificado como aborto ilegal. Atualmente, a legislação permite o aborto somente em caso de estupro ou de risco à saúde da grávida. Fora dessas situações, a mulher que interromper a gravidez pode ser condenada de um a três anos de prisão e o médico, de um a quatro anos. Nos últimos anos, mulheres tiveram de recorrer a ordens judiciais para interromper esse tipo de gestação.

Os ministros Gilmar Mendes e Celso de Mello tentaram acrescentar ainda a condição de que, para fazer o aborto, a mulher precisaria de dois laudos médicos distintos que comprovassem a anencefalia do feto. Mas, essa condicionante foi recusada pelo plenário.

Durante a declaração do resultado, Maria Angélica de Oliveira, que acompanhava o julgamento, se manifestou contra a decisão com gritos e ofensas aos ministros. "Não respeito toga manchada de sangue", disse. Ela declarou ser integrante de um movimento espírita. No entanto, representantes da Federação Espírita Brasileira negaram a autoridade da mulher para falar em nome da entidade.

Durante os dois dias, religiosos contrários à legalização do aborto de anencéfalos fizeram uma vigília e orações pela não aprovação da medida. No fim da tarde de hoje, após o resultado, um grupo de feministas comemorou a decisão da Suprema Corte na Praça dos Três Poderes.

A anencefalia é uma má-formação fetal congênita e irreversível, conhecida como“ausência de cérebro”, que leva à morte da criança poucas horas depois do parto. Em 65% dos casos, segundo a CNTS, a morte do feto é registrada ainda no útero. O Código Penal só permite o aborto quando não há outro meio de salvar a vida da gestante ou se a gravidez for resultado de estupro. No primeiro caso, o médico não precisa de autorização judicial.

Da agencia brasil

Inversão de valores

 Por Carlos Henrique Marques - Médico Veterinário e Cidadão Chapadinhense
“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”

Rui Barbosa, falecido em 1923, e que proferiu em 1920, na sua famosa “oração aos moços”, a frase acima transcrita, continua sendo um homem do nosso tempo. Republicano de primeira linha, homem culto e preparado, político da melhor estirpe, reconhecido internacionalmente, enfim, um brasileiro extraordinário, apesar de ter sido um brilhante senador da república além de outros elevados cargos exercidos, não conseguiu chegar à Presidência da República. Na apuração dos votos, ficou em quarto lugar.

Pois bem, inspirado no pensamento de Rui e indignado há muito, com as noticias diárias, dando conta de atos de corrupção, praticados em todas as esferas do poder e em todos os níveis da administração pública, e, também, muitas vezes desanimado diante do triunfo das impunidades e o fracasso das virtudes, resolvi produzir, despretensiosamente, este comentário, muito mais um desabafo que me atrevo a fazer, com o desejo de mais do que criticar, lamentar a situação de nosso país, do nosso estado e do nosso município, em tudo parecida com aquela que inspirou o grande pensador, nos idos da primeira metade do século passado.

Percebo, para a minha tristeza e indignação, que predomina na sociedade e na administração da coisa pública, a “inversão de valores”.

Os valores materiais prevalecem em detrimento dos valores morais e familiares. Os que possuem fortunas são os melhores, não interessa a desonestidade, a sonegação fiscal dentre outros vícios. Nada importa se quem não possui patrimônio material, mas é abundante na ética, por exemplo, participe ou seja concorrente nas mesmas atividades daqueles que são desprovidos de tal valor(ÉTICA),estes sempre levam desvantagens contra os afortunados.

Na família, o respeito aos pais confunde-se com a modernidade da educação dos filhos, tudo vale em nome dos novos conceitos sobre a relação entre pais e filhos, especialmente porque quem dita as regras dessa relação é a televisão, com suas novelas, a ensinarem a traição, o desrespeito,sexualidade antes do tempo,a corrupção, a cobiça e tantas outras mazelas que estão destruindo os valores familiares.

Na educação escolar, alunos não respeitam professores, não respeitam a integridade física dos seus colegas e daqueles de quem deviam aproveitar o conhecimento e a cultura.

Na política, sobressaem-se aqueles que por desconhecerem o quanto vale a dignidade alheia, não se envergonham em buscar a conquista do voto comprando ou trocando os votos, por dinheiro ou outros bens materiais, ou o que é pior, exercitando o poder da máquina administrativa com a oferta de cargos e de outras vantagens. Esquecem-se os usurpadores da vontade popular que, quem compra o voto humilha e quem o vende se humilha.

Nas atividades profissionais, é comum ver-se os apadrinhados ocupando cargos para os quais não tem nenhuma capacidade de exercer, mas que pela força do padrinho político ali estão. Pouco importa se o desempenho do órgão é bom ou ruim.

Enfim, MOCINHO VIROU BANDIDO E BANDIDO VIROU MOCINHO ou o RÉU VIROU VÍTIMA E A VÍTIMA VIROU RÉU, a inversão de valores é desprezível, mas chega a ser palpável, dela ninguém escapa. Não interessa aqui, ventilar que sempre foi assim tal afirmação, mas é verdade que tal realidade não pode eternizar-se, alguém ou nós todos que não a aprovamos, precisamos combatê-la, para o bem da própria humanidade. Não se esqueçam que, Governador, Juiz, Desembargador, Prefeitos, Deputados Federais e Estaduais, Vereadores e muitas outras DITAS AUTORIDADES já foram PRESOS. A coisa esta MUDANDO abram os OLHOS AUTORIDADES.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Classe média brasileira chegará a 60% da população em 2018, diz Dilma nos Estados Unidos

da Agência Brasil

 A presidenta Dilma Rousseff reiterou ontem (9), em Washington, nos Estados Unidos, que a crise econômica mundial impõe a todos a busca pela superação de paradigmas e de novas oportunidades. No caso brasileiro, o crescimento da classe média é o estímulo para o país manter os esforços para o crescimento econômico, disse a presidenta. Segundo ela, mais brasileiros serão incluídos neste nicho da sociedade, alcançando 60% da população em 2018.

“[A classe média] é a chave para a força e a capacidade de crescimento da economia em nosso país”, ratificou a presidenta, durante encontro com empresários norte-americanos e brasileiros, além de representantes de várias universidades. “A crise econômica internacional impõe a nós imensos desafios. Mas tem sido também a oportunidade para ultrapassar paradigmas.”

Dilma lembrou que o Brasil tem se esforçado, consolidando a superação de dificuldades econômicas em pilares sólidos. Ela ressaltou que atualmente o Brasil tem reservas líquidas acima de sua dívida externa. Também destacou que em 2002 a dívida líquida brasileira sobre o Produto Interno Bruto (PIB) era 64% e agora está em 36,5%.

A presidenta disse ainda que os esforços do governo são para dar mais tranparência aos gastos públicos e aplicar de maneira adequada os recursos federais. Segundo ela, essa disposição faz parte de uma opção feita pelos setores público e privado, assim como pela sociedade brasileira: “É importante que se destaque a iniciativa, que é do governo, dos empresários e do povo brasileiro”.

Para Dilma, há uma “opção clara” no Brasil por estimular o crescimento econômico com medidas de justiça social e mais democracia. “Buscamos um mercado de consumo de massa que é uma forma de justiça social”, disse, lembrando que as mudanças no Brasil refletem o que ocorre no mundo como um todo.

Ao defender a participação da classe média como força motriz na economia, Dilma lembrou que processo semelhante ocorre na Rússia, Índia, China e África do Sul, países que compõem o bloco do Brics. Ela reiterou que os cinco países têm grandes extensões territoriais e desafios comuns a perseguir, como a inserção das classes marginalizadas, pobres e que têm fome.

A visita de dois dias da presidenta Dilma aos Estados Unidos acaba hoje (10). Ontem, ela esteve em Washington e hoje passa o dia em Boston, quando irá às universidades de Harvard e Massachusetts. Em ambas, a presidenta deverá apresentar as parcerias para o programa Ciência sem Fronteiras.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

o Puxa saco, Babão, etc........

Tenho visto ao longo de minha vida esta figura ao qual vou comentar hoje neste post, trata-se do Puxa- Saco, Babão ou como queiram falar, presente em todos os setores da sociedade sempre existe esta figura, que no intuito de conseguir vantagens pessoais, passam por cima de tudo e de todos, só para se dar bem, ou seja o chefe sempre vai saber, na cidade de Chapadinha tem demais.

Fiz uma pesquisa na rede mundial de computadores, para melhor descrever este tipo de ser. O puxa-saco ou babão sai até na radiografia do chefe, então vamos aos fatos: Puxa-saco É o ato de bajular, palavra que vem do latin bajulare, que significa adular servilmente. Não é difícil encontrar quem é, foi ou conhece alguém que pratica a bajulação, essas pessoas são denominadas de puxa-sacos, e em todo lugar sempre vai se achar.

O melhor exemplo de bajulador é o funcionário de alguma empresa que, na tentativa de ganhar a confiança, crescer na empresa e/ou obter um aumento no salário, concorda com tudo que o chefe diz e é o primeiro a rir da piada contata pelo chefe. Há bajuladores conscientes, pois sabem que realmente são puxa-sacos, na empresa que eu trabalho está cheia desta raça ruim. 

Praticamente 6 entre 10 empresas contam com o famoso puxa-saco, há quem diga que os chefes gostam deles, caso contrário não haveria bajuladores. Para uns o ato de bajular é uma arte, algo que requer bastante empenho para ser realizado com sucesso. Por existir muitos puxa-sacos foi criada até uma data comemorativa para os mesmo, no dia 13 de Setembro se comemora o dia do bajulador. Assim como existe os 10 mandamentos na religião, há os dez mandamentos do puxa-saco:

1. Quando o chefe chegar seja o primeiro a dar bom-dia, com um grande sorriso nos lábios.
2. Toda vez que seu chefe espirrar diga “saúde”, não importa a quantidade de espirro.
3. Morra de rir das piadas que seu chefe conta, mesmo que seja a mais sem graça do mundo.
4. Cole um adesivo no carro com a seguinte frase: “Eu Amo Meu Chefe”.
5. Tente se parecer ao máximo com seu chefe.
6. Nunca saia do escritório antes dele.
7. Demonstre sempre muita eficiência.
8. Quando te passar uma tarefa, faça-a o mais rápido possível.
9. Se o chefe por acaso soltar um pum finja que não ouviu e nem sentiu nada.
10. Seja sempre muito atencioso com seu chefe, demonstrando sempre muito carinho por sua pessoa.

Este texto é a minha maneira de repudiar as ações de alguns que por várias vezes já me prejudicaram, e a outros companheiros, o Puxa-saco esque até mesmo da sua própria vida, mas a minha raiva contra esta espécie e por muitas vezes´pessoas inocentes pagam por suas ações.