b

b

quarta-feira, 26 de abril de 2017

“Bigode”, “Esquálido”, “Filhote”: conheça os codinomes dados pela Odebrecht aos Sarney’s

Por: Domingos Costa             



“Grande Chefe” ou “Bigode” é José Sarney; “Esquálido” refer-se a Edson Lobão; “Princesa” codinome de Roseana Sarney;  “Filhão” é Fernando Sarney  e “Filhote” atribuição dada a Sarney Filho. O grupo político controlado pela família Sarney tem presença acentuada nas listas de propinas elaboradas pela Odebrecht. As citações se referem a desvios em obras diversas, passando pelo setor ferroviário e pelo energético.

Veja abaixo os codinomes atribuídos a cada político do grupo Sarney e as referências às obras e valores inseridos na Planilha da Propina da empreiteira:
“Grande Chefe” ou “Bigode” – Os codinomes são atribuídos a José Sarney e fazem referência a repasses de quase R$ 800 mil das obras da ferrovia Norte-Sul
“Esquálido” – Atribuído ao senador Edison Lobão, o codinome é associado ao pagamento de R$ 5,5 milhões para rever o resultado do leilão da usina de Jirau, no qual a Odebrecht saiu derrotada
“Princesa” – Trata-se de Roseana Sarney, de acordo com documentos da Odebrecht. Roseana é citada pelo operador de propinas da empreiteira, João Pacífico
“Filhão” – É um codinome atribuído a Fernando Sarney
“Filhote” – Era assim que a Odebrecht se referia a Sarney Filho