segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Moto Club conquista acesso e volta à Série C após 12 anos


Por São Luís

No ano da conquista do título maranhense, Rubro-Negro conquista vaga na Série C do Campeonato Brasileiro, após vencer o Atlético-AC fora de casa
Cris e Valderrama marcaram para o Moto, Careca ainda quis dar emoções nos minutos finais, mas o Moto garantiu a vitória e a vaga na Série C de 2017. O triunfo encerra o período de 12 anos do Rubro-Negro longe da Terceira Divisão, justamente no mesmo ano em que o time também voltou a conquistar o título do Campeonato Maranhense, colocando um ponto final no jejum de oito anos no cenário Estadual.
Moto garante o acesso para a Série C (Foto: Biaman Prado/O Estado).
Na Série D, a caminhada até a conquista do acesso começou de forma impecável na fase de grupos. Foram duas vitórias e quatro empates, para garantir a classificação como líder da chave, com 10 pontos e uma das melhores defesas do torneio, com apenas dois gols sofridos.
Nas oitavas de final, o Moto reencontrou o Águia e, com uma vitória em casa e um empate fora, garantiu a vaga nas quartas de final. Chegou até o duelo contra a Juazeirense de forma invicta e no Castelão, venceu o jogo de ida por 3 a 1. Na volta, apesar de ter perdido a invencibilidade, com a derrota por 1 a 0, garantiu a classificação no placar agregado.

O confronto decisivo pelo acesso, marcou o encontro com o Atlético-AC, que chegava com a melhor campanha até então do torneio. No jogo de ida, o Moto até saiu na frente, com um gol logo no primeiro minuto de Marcos Paullo. Na etapa final, Alfredo e Polaco viraram para o Galo, mas Thiago Miracema garantiu o empate em 2 a 2 no Castelão.

Vitória contra o Atlético-AC selou o acesso do Moto (Foto: Manoel Façanha/Arquivo pessoal)

Com o empate em casa, o Moto chegou ao Acre precisando de uma vitória ou qualquer empate por 2 a 2. Logo no primeiro tempo, Cris abriu o placar e Márcio Arantes defendeu um pênalti, impedindo o empate dos acreanos. Na etapa final, no contra-ataque, Diego Valderrama ampliou para os maranhenses, o Atlético-AC ainda descontou com Careca, assustou nos minutos finais, mas não conseguiu o empate, que forçaria a decisão nos pênaltis.

Com a vaga na Série C garantida, o Moto agora passa a sonhar com o título da Série D. Nas semifinais, o Rubro-Negro terá seu primeiro desafio fora do Norte-Nordeste e enfrentará o Volta Redonda, com o primeiro jogo realizado no Castelão e a volta marcada para o Raulino de Oliveira..