quinta-feira, 17 de maio de 2018

Sampaio Corrêa volta a jogar bem, bate o Vitória da Bahia no Castelão

Por : GUSTAVO ARRUDA / IMIRANTE ESPORTE

Na estreia do técnico Roberto Fonseca, o Tubarão dominou o Leão e empolgou a torcida tricolor.
SÃO LUÍS – Pressionado por uma série de três jogos sem vitórias, o Sampaio Corrêa voltou a atuar diante de seu torcedor na noite desta quarta-feira (16), no Estádio Castelão, com o objetivo de abrir vantagem diante do Vitória, na primeira partida das quartas de final da Copa do Nordeste. Mesmo com a desconfiança de parte da torcida e enfrentando um rival de Primeira Divisão, a Bolívia Querida não se intimidou: com uma de suas melhores atuações na temporada, o Sampaio bateu o Vitória por 3 a 0, na estreia do técnico Roberto Fonseca, e encaminhou a classificação inédita para as semifinais da “Lampions League”.

Dominante desde o início de jogo, o Sampaio Corrêa abriu o placar aos 32 minutos do primeiro tempo: após levantamento de João Paulo e falha de Caíque, o atacante Bruninho desviou para a rede. Na etapa final, a Bolívia Querida ampliou a vantagem com o zagueiro Maracás, aos sete minutos, e com o lateral esquerdo Alyson, aos 30. O Vitória ainda tentou diminuir o prejuízo, mas a defesa tricolor se impôs e garantiu uma vitória incontestável no Castelão.

Com a vantagem construída em casa, o Sampaio Corrêa pode perder por até dois gols de diferença no segundo jogo contra o Vitória que, mesmo assim, fica com a vaga nas semifinais da Copa do Nordeste pela primeira vez na história. O Tricolor também garante classificação caso seja derrotado por três gols de diferença, desde que marque pelo menos um gol. O Vitória, por sua vez, precisa de um triunfo por quatro ou mais gols de diferença. Uma vitória rubro-negra por 3 a 0 leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Vitória e Sampaio Corrêa voltam a se enfrentar pelas quartas de final da Copa do Nordeste na próxima quinta-feira (24), às 21h15, no Estádio Barradão, com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte. Antes disso, entretanto, rubro-negros e tricolores terão compromissos pelo Campeonato Brasileiro: enquanto o Vitória encara o Ceará na manhã deste domingo (20), em Salvador, pela Primeira Divisão, o Sampaio volta a campo pela Série B neste sábado (19), diante do Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas.

O jogo

Contando com o apoio da torcida no Castelão, o Sampaio Corrêa adiantou a marcação no início de jogo e esboçou uma pressão sobre o Vitória. Logo nos primeiros segundos de partida, o volante Diego Silva arriscou o chute, para defesa tranquila de Caíque. Aos 14 minutos, a primeira grande oportunidade da Bolívia Querida: após cruzamento de Bruno Moura, João Paulo desviou de carrinho e quase abriu o placar para a equipe maranhense.

Ainda sentindo dificuldades para impor seu ritmo de jogo, o Vitória tentou surpreender o Sampaio Corrêa aos 17 minutos. Após cruzamento na grande área, Ramon aproveitou a sobra e chutou, mas Maracás afastou o perigo pelo Tricolor. A resposta do Sampaio veio aos 22, com Fernando Sobral, que recebeu cruzamento de Bruno Moura e desviou de cabeça, assustando o goleiro Caíque.

Melhor em campo, o Sampaio Corrêa teve sua insistência premiada aos 32 minutos. Após lançamento de João Paulo, Caíque tentou fazer a defesa, mas se atrapalhou e deixou a bola com Bruninho, que não perdoou e abriu o placar no Castelão. Aos 45, o Tubarão teve a chance de ampliar a vantagem com Fernando Sobral, mas Caíque se redimiu da falha no lance anterior e salvou o Rubro-Negro.

Pelo alto: Sampaio aposta nos cruzamentos e balança as redes

Depois de uma atuação sem muito destaque no primeiro tempo, o Vitória voltou com outra postura no início da etapa final. Logo aos seis minutos, Nickson invadiu a área, chutou forte e acertou a trave, depois de um leve desvio de Andrey. O Sampaio Corrêa, entretanto, não se abateu com o lance de perigo dos visitantes e ampliou a vantagem aos sete: após cobrança de falta, Fredson ajeitou de cabeça, Caíque saiu mal do gol, e Maracás fez o segundo gol do Tricolor.

O segundo gol do Sampaio Corrêa foi a senha para o Vitória voltar ao ataque. Apesar de controlar a maior parte das investidas rubro-negras, o time maranhense tomou um susto aos 24 minutos, com José Welison recebendo passe de André Lima, chutando forte e acertando a trave. O lance, porém, foi um fato isolado, e o Sampaio confirmou a vitória aos 30: após cobrança de escanteio de Wellington Rato, o lateral Alyson apareceu na grande área e marcou o terceiro gol. Na comemoração, o jogador recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Vitória tentou descontar o prejuízo, mas a defesa do Sampaio Corrêa estava em noite inspirada. Nickson, aos 34, quase marcou o primeiro gol rubro-negro em cobrança de falta, que foi defendida por Andrey. Já aos 37, Yago recebeu passe de Nickson e chutou por cima do gol. O Sampaio ainda teria a chance de marcar o quarto gol aos 49, com Carlão, que foi lançado em contragolpe e chutou para fora. A oportunidade desperdiçada, entretanto, não fez falta para o Tricolor, que comemorou a grande vitória diante da torcida.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Bruno Moura, Fredson, Maracás e Alyson; Willian Oliveira, Diego Silva, Fernando Sobral e João Paulo (Wellington Rato); Bruninho (Carlão) e Uilliam (João Victor). Treinador: Roberto Fonseca

VITÓRIA: Caíque; Lucas, Ramon, Walisson Maia e Pedro Botelho; José Welison, Uillian Corrêa (Luan), Guilherme Costa, Baumjohann (Nickson) e Yago; André Lima (Júnior). Treinador: Vágner Mancini

Acusado de estupro, assaltos e tráfico de drogas é alvejado cinco vezes durante vaquejada no PI

Na quinta-feira (19), um homem identificado como Antonio José foi baleado por um segurança em uma vaquejada na zona rural da cidade de La...