b

b

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Tchau querido!! Eduardo Cunha é cassado por 450 votos


Numa sessão bastante tumultuada, o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi cassado. O plenário da Câmara cassou por quebra de decoro parlamentar, por 450 votos a favor, 10 votos contra e 9 abstenções, o mandato de Cunha.
Além da perda do mandato, Cunha, que está com 57 anos, está inelegível pelo período de oito anos a partir do fim do mandato, ou seja, ele está proibido de disputar eleições até 2026 – assim, poderá se candidatar novamente aos 67 anos. Cunha também perde o foro privilegiado, o direito de ser processado e julgado apenas no Supremo Tribunal Federal (STF).
O ex-presidente da Câmara Federal e agora ex-deputado federal atribuiu sua cassação ao processo de impeachment, iniciado por ele no Congresso Nacional.
“Esse processo de impeachment é que está gerando tudo isso. O que quer o PT? Um troféu, para dizer que houve um golpe. Golpe foi dado pela presidente. Golpe é usar o dinheiro do petrolão para pagar caixa 2 de campanha. Isso que é golpe, com o conhecimento da presidente [Dilma Rousseff]. Nós tivemos o prazer, por mais que o PT reclame, esse criminoso governo foi embora, e graças à atividade que foi feita por mim ao aceitar o processo de impeachment. É o preço que estou pagando para o país ficar livre do PT. Estão me cobrando o preço por ter conduzido o processo de impeachment”, declarou ao pedir, em vão, clemência dos demais deputados.
Bancada – A Bancada Federal do Maranhão votou em peso pela cassação de Eduardo Cunha. Dos 18 deputados federais do Maranhão, 16 votaram pela cassação, o deputado Alberto Filho (PMDB) se absteve da votação e o Júnior Marreca (PEN) esteve ausente da sessão. Veja abaixo o quadro de votação dos deputados maranhenses.