terça-feira, 2 de agosto de 2016

Morre terceira vítima que foi incendiada por assaltantes em Pirapemas

G1MA
Homem teve o corpo quase que completamente queimado
Homem teve o corpo quase que completamente queimado
Morreu na madrugada desta segunda-feira (1º) mais uma vítima do incêndio criminoso que aconteceu em Pirapemas, a 180 km de São Luís, no dia 20 de julho. Rosilene da Silva Santos estava internada em estado grave no Hospital Socorrão 2, com 75% do corpo queimado.

Duas pessoas já haviam morrido por causa da gravidade das queimaduras, Raimundo da Conceição Frazão e Maria Francineth da Silva Frazão não resistiram aos ferimentos. Agnaldo da Silva Conceição, Celso da Silva Costa e Rivelino Marques de Araújo ainda estão internadas em estado grave.
Crime
Vítimas tiveram queimaduras de segundo e terceiro grau
Vítimas tiveram queimaduras de segundo e terceiro grau
A polícia prendeu até agora cinco suspeitos de terem incendiado um depósito de uma casa com seis pessoas da mesma família dentro após uma tentativa frustrada de assalto, no povoado Tiquaras, zona rural de Pirapemas. Um dos suspeitos ainda está foragido.
Os criminosos usaram combustível encontrado na própria residência para atear fogo. Como o local é de difícil acesso, Raimundo Frazão e Maria Francinete Frazão armazenavam e revendiam o combustível para vizinhos.
Os criminosos, ainda segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, trancaram as vítimas em um depósito e atearam fogo. Um dos galões de combustível chegou a explodir, atingindo um dos suspeitos.