quarta-feira, 13 de julho de 2016

Acusado de matar mulher durante chá de bebê é encontrado em buraco

Buraco foi feito no meio de um pasto em Caiuá (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

 Homem construiu 'cabaninha' subterrânea para 'fugir da polícia'. Indivíduo de 36 anos foi preso em assentamento rural, em Caiuá.
Policiais civis capturaram na tarde desta terça-feira (12), em Caiuá, um homem de 36 anos, acusado de matar a facadas uma mulher de 30 anos durante um chá de bebê, em Anaurilândia (MS), no dia 4 de junho. Desde a data do crime, o indivíduo estava foragido e, contra ele, havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça por feminicídio, modalidade por gênero do homicídio.

A possível localização do foragido foi obtida pelo serviço de inteligência da Delegacia da Polícia Civil de Presidente Epitácio. Diante das informações, os policiais chegaram até o Assentamento Maturi, na zona rural de Caiuá, onde o foragido foi localizado em um buraco no meio de um pasto.
Conforme a corporação, o indivíduo informou que tinha chegado àquele local havia quatro dias, onde permaneceu na tentativa de fugir da polícia. “Ele fez uma espécie de 'cabaninha' subterrânea. Foi aberta uma cova e ele a cobriu com telhas e galhos de mandioca”, relatou a Polícia Civil ao G1.
Aos policiais, o indivíduo também confessou ter esfaqueado a mulher por ciúmes e informou que não se lembra onde deixou a faca utilizada no crime.
O homem, que também foi enquadrado na Lei Maria da Penha, foi levado para Anaurilândia (MS).

O crime
Segundo o registro policial, o homem chegou ao local do evento e chamou a vítima para “uma conversa séria”. Ele então puxou o braço da vítima, começou a agredi-la e a ameaçou com uma faca no pescoço. A mulher conseguiu se esquivar, mas foi ferida na barriga.

Em seguida, o indivíduo fugiu do local.
A vítima ainda foi socorrida por uma ambulância do Distrito de Quebracho, mas morreu no hospital da cidade.
Fonte: G1