sexta-feira, 13 de maio de 2016

Afastado, Cunha terá direito a salário integral, casa, avião e seguranças

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), continuará a ter direito a uma série de benefícios atrelados ao cargo da Casa, como, por exemplo, o recebimento do salário integral de R$ 33,7 mil. Enquanto estiver afastado, o peemedebista poderá continuar na residência oficial, usar avião da Força Aérea Brasileira (FAB), automóvel, ter seguranças pessoais e terá garantida a verba de gabinete pessoal, que fica por volta de RS 92 mil, para pagamento de funcionários. 
Cunha não receberá o valor referente ao cotão, que dá recursos para pagamento de combustível, passagem aéreas, alimentação, entre outros, ao qual ele não terá direito. A decisão foi tomada pelo primeiro secretário da Câmara, em reunião com outros parlamentares, nesta quinta e se baseou nos benefícios aos quais a presidente afastada Dilma Rousseff continuará a ter. Trata-se de um ato da Mesa. "Dilma também ficou com a verba do gabinete para manter oito funcionários", exemplificou o 1° secretário da Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP). (Correio Braziliense)