b

b

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mais um preso foi encontrado morto no Centro de Detenção Provisória

Pouco mais de 24h que o novo comandante da Secretaria Estadual de Justiça e  administração Penitenciária (Sejap) assumir a pasta, o Complexo Penitenciário de Pedrinhas já registra um novo tumulto. De acordo com informações de um dos monitores do complexo, os detentos do Presídio São Luís II atearam fogo nos colchões, começando um “quebra-quebra”.
 O motivo para a revolta dos presos é uma possível transferência para o presídio São Luís III, em Maruaí, zona rural de São Luís. Alguns presos chegaram a dizer que só saem do presídio São Luís II mortos. A Sejap informou, por meio de nota, que a confusão já foi contida.
 Em outra unidade prisional de Pedrinhas, o Centro de Detenção Provisória (CPD), o detento Hélio da Silva Sousa, de 21 anos, foi encontrado morto no Pavilhão Alfa. De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), técnicos do IML e Criiminalística vão realizar os procedimentos necessários para a libertação do preso.

O pavilhão Alfa, onde a morte foi registrada, é o mesmo pavilhão de onde fugiram 6 detentos na última quarta-feira, quando uma caçamba foi usada para resgatar alguns presos.