quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Acusado de matar pai e filho de 1 ano se apresenta à polícia


Na manhã desta terça-feira (16), um dos acusados de assassinar Crivogani da Silva Júnior, e o filho Gabriel Santos da Silva, de apenas 1 ano e 4 meses, se apresentou na delegacia de homicídios. Conhecido como “Jack Chan”, Danrley Silva Santana chegou na delegacia por volta de 9h30min, acompanhado de seu pai e um advogado.
Segundo o Delegado Jeferson Furtado, o suspeito admitiu que estava no local, mas negou a execução,  passando a culpa para o primo Felipe, que continua foragido. Felipe é primo de “Jack Chan” e tio da criança que morreu.
O crime foi motivado por cobranças do tráfico de droga. De acordo com as informações apuradas, a vítima estaria acusando o bando (Felipe, Jack Chan e Caco) de terem “comido” toda a droga que teria vindo de um outro traficante da Liberdade, conhecido como “Velhão”. Junior ameaçou matar os envolvidos, que agiram antes e mataram Junior e o seu filho, que estava no colo.
O suspeito prestou depoimento e foi liberado. O delegado esclareceu que a prisão não pode ser feita porque o mandado de prisão foi dado entrada há sete dias e ainda não foi liberado pelo tribunal.
O caso
No dia 9 de setembro, Crivogani da Silva Júnior, de 23 anos, e o filho Gabriel Santos da Silva, de apenas 1 ano e 4 meses, foram assassinados O crime aconteceu na Rua Gregório de Matos, na Liberdade. 
Segundo Informações dos policiais, um táxi com três homens chegaram no local e teriam abordado Crivogani. O rapaz estava com a criança no colo. Ainda segundo informações, os suspeitos de terem cometido esse duplo homicídio são Danrley Silva Santana, conhecido como "Jack Chan", "Felipe Caco" e o Felipe Moraes, tio da criança alvejada pelos disparos. 
De O Imparcial