quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Acusado de estuprar 30 mulheres é estuprado por cinco presos em cela da Casa de Custódia


O acusado de estuprar 30 mulheres em Teresina, o João da Cruz,  foi espancado e estuprado violentamente por cinco dos seis homens com quem divide a cela 18 do Pavilhão I, que, por ironia, é o mais seguro da Casa de Custódia, onde são colocados os presos ameaçados por outros detentos.
É a segunda vez que ele é espancado violentamente na Casa de Custódia desde que foi preso pelas policias Militar e Civil, acusado de promover uma sequência de estupros e roubos contra mulheres.
Durante a noite desta quarta-feira, 16, os policiais que fazem a guarda da Casa de Custódia começaram a ouvir os gritos “Eu sou o João da Cruz, o que estuprou as 30 mulheres, me acusam e estão querendo me matar, me espancando e me estuprando!”.
Depois de repetidos gritos os policiais foram na cela 18 do Pavilhão I e constataram que realmente João da Cruz estava sendo espancado e violentado por cinco dos seis homens com quem dividia a cela, que  tinha sete pessoas com João da Cruz.
Pela gravidade do ferimento e da violência sexual João da Cruz precisou ser levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e já voltou para a casa de custódia na manhã desta quinta-feira, 18.

.Por Efrem Ribeiro