b

b

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Policiais Militares da 4ª CI Chapadinha, fazem treinamento com Pistolas TASER

Como parte de uma nova filosofia de Policia Militar, está sendo feito um treinamento com o efetivo da 4ª CI, para o manuseio das Pistolas Teaser, para este treinamento foi designado o Capitão QOPM Eduardo Alexandre Azevedo Pereira, um perito neste tipo de armamento e que teve a sua formação neste tipo de armamento em Brasilia - DF.
O Capitão QOPM Azevedo, vem ministrando este treinamento em várias unidade operacionais da Policia Militar do Maranhão, sendo elas Companhia Independentes e Batalhões, as instruções com Armamentos Menos que Letais fazem parte de uma nova filosofia de Policiamento Ostensivo, mesmo que o Policial Militar de serviço tenha que intervir em uma situa adversa, a intenção e que esta intervenção seja resolvida de maneira menos letal possivel.
DA DESCRIÇÃO TÉCNICA (SUCINTA) DA ARMA TASER: TASER é a Arma Não-Letal emissora de “ondas T” (forma de onda semelhante à onda cerebral), com ação direta sobre o sistema nervoso sensorial e sistema nervoso motor do oponente, de forma a paralisá-lo com menor possibilidade de dano em decorrência da ação da mesma, se comparada com uma arma de fogo. A arma TASER permite ao operador o controle total do tempo do disparo, podendo este tempo ser continuamente prolongado ou instantaneamente interrompido. A arma TASER dispara dardos com alcance de até 10,6 metros, através de cartucho propelido por nitrogênio - substância não-contaminante, não-tóxica, não-poluente, não-inflamável e não-explosiva.
Para fins de segurança, a arma TASER dispõe de trava ambidestra e cada cartucho TASER possui trava de proteção. Para fins de registro e controle, a arma, e cada cartucho, TASER possui um número de série específico na parte externa e interna. Para fins de auditoria, por parte de autoridade fiscalizadora, a arma TASER armazena, em memória digital interna, a data e o horário dos disparos, sendo que o cartucho TASER, por sua vez, contém em seu interior “confetes identificadores” com o mesmo número serial do cartucho, de forma que este, ao ser deflagrado, libere os respectivos confetes na cena do disparo.
O Major PM Edvaldo Mesquita, Comandante da 4ª CI, deverá implantar o uso das pistolas TEASER ainda este ano, pois o que estava faltando para o emprego deste tipo de armamento e o conhecimento de manuseio da mesma, agora com a capacitação dos Policiais Militares desta Unidade Operacional, esse equipamento estara ajudando aos Policiais Militares da 4ª CI.
Armas TASER - Agem no Sistema Nervoso Sensorial e, também, no Sistema Nervoso Motor. Paralisando e derrubando IMEDIATAMENTE qualquer pessoa, não importando quão forte, treinada - ou mesmo drogada ou embriagada - esta esteja. O que contribue para que o Policial Militar solucione a ocorrência sem que haja vitima fatal, tornando a condução do infrator uma tarefa mais fácil.